Site icon Portal Elos

Como evitar que seu cão fique doente

cachorro doente

Manter hábitos saudáveis ​​é a melhor maneira de evitar que seu cão adoeça. Diferentemente do que muitos pensam, não é caro manter um pet saudável.


Veja : Natura faz liquidação, (acesse aqui)

Os tutores que gastam muito dinheiro com a saúde de seus animais de estimação geralmente o fazem porque deixaram de tomar os cuidados necessários na hora certa.

Fazer o melhor para prevenir e evitar os problemas de saúde mais comuns em cães pode salvar a vida do seu animal de estimação a longo prazo – e pode salvar o seu bolso também.

Não espere que os problemas se tornem sérios antes de ir a um veterinário para obter ajuda.

Veja em nosso site : 8 alimentos proibidos para animais; muitos podem causar morte

Para prolongar a vida do seu cão e evitar contas pesadas do veterinário, siga estes mandamentos:

Escovação regular

Cuidar regularmente dos pelos e da pele de seu animal de estimação irá conectá-lo a qualquer coisa que esteja acontecendo com seu corpo, como pulgas, ferimentos ou caroços. Portanto, passe algum tempo escovando seu animal, e preste atenção em todos os aspectos da pele dele.

Dentes, orelhas e unhas em dia

Ao contrário do que muitos tutores pensam, deveríamos escovar os dentes de nossos cães pelo menos uma vez por dia.

Este hábito serve não somente para prevenir doenças gengivais e problemas dentários, mas também evitar problemas cardíacos nos pets.

A limpeza das orelhas do seu cão também deve estar em dia para evitar infecções. Manter as unhas aparadas mantém uma postura saudável e a saúde das articulações.

O simples ato de lembrar de limpar as patas do seu cão depois que ele estiver fora de casa reduzirá os parasitas e sua exposição aos pesticidas e outros produtos químicos usados ​​para se livrar dessas pragas.

Mantenha parasitas sob controle

Os cães são propensos a parasitas, lombrigas, tênias e outros. Eles também podem ser passados ​​para seus proprietários. Limpe a sujeira do cachorro, para que os ovos do parasita não tenham chance de se espalhar.

Procure sinais de parasitas na pele ao redor do ânus, nas fezes e onde ele dorme. Além disso, fique atento a:

Você também deve ficar de olho na possível presença de pulgas e carrapatos no corpo todo de seu cão, assim como de ácaros na parte das orelhas.

Pulgas e outros parasitas são, na verdade, mais do que apenas um pequeno incômodo que coça, porque insetos e parasitas externos transmitem alguns dos problemas de saúde mais comuns em cães.

Algumas dessas condições podem ser bastante graves, como a doença do carrapato, por exemplo, que pode levar o pet à morte.

Danos à pele também podem abrir uma porta para infecções bacterianas secundárias.

Sempre verifique se há carrapatos no pelo do seu cão. Remova-os com uma pinça e, em seguida, use lenços umedecidos antissépticos para remover todas as bactérias e fungos e evitar novas infecções.

Mantenha a grama do seu quintal cortada, pois os carrapatos vivem na grama alta.

Shampoos, enxágues, sprays e névoas podem ajudar a evitar pulgas e carrapatos. Seu veterinário poderá orientá-lo sobre as opções disponíveis.

Sair da versão mobile