egua morreu
in

Égua apreendida por prefeitura morre sem água e comida

Publicidade

Uma égua morreu após ficar sem água e comida em um curral de uma Prefeitura do Piauí. A égua que foi apreendida por causa de uma lei municipal, criada após o registro de mortes no município em decorrência de acidentes com animais na zona urbana, ficou sem comida e morreu.

O caso gerou revolta e a Prefeitura da cidade de Curimatá se posicionou, dizendo que está analisando o caso para tomar as devidas providências.

Um morador, chamado José Gabriel tentou salvar a égua, mas infelizmente não conseguiu salvar o animal. José Gabriel  disse que a égua sequer conseguia levantar de tão debilitada, ele foi até o locar no dia 01/02 e já no dia seguinte o animal que foi aprendido no dia 30/01 morreu, ou seja somente 3 dias apreendido.

Publicidade

Segundo o prefeito de Curimatá, Valdecy Júnior, o animal foi alimentado quinta e sexta-feira, mas no sábado, a égua ficou sem comida e água porque o funcionário faltou.

P pior é que de acordo com a denúncia, a égua estava amamentando e depois de tanta repercussão uma veterinária foi examinar o animal, que foi medicado, mas não resistiu e morreu.

O funcionário foi afastado das funções e a Prefeitura formou uma comissão para avaliar o caso a fim de tomar as devidas providências. O caso repercutiu no Piauí e deixou as pessoas revoltadas com a situação.

Written by Andreia Landa Pandim

Uma pessoa que ama viver, mas que sempre precisa dos outros para ser feliz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

fake news

62% dos brasileiros não sabem reconhecer uma notícia falsa

Prior acorda Pyong

Prior acorda Pyong e o desafia para o paredão, veja