Gisele Bündchen é criticada como mãe por furar as orelhas da filha
in

Gisele Bündchen é criticada como mãe por furar as orelhas da filha

Publicidade

Gisele Bündchen queria apenas brindar os fãs com uma foto em que aparece em momento íntimo com a filha caçula, Vivian Lake, de 7 meses, mas a imagem postada no Instagram tornou a top alvo de críticas por sua postura como mãe, a musa foi tema de discussão no programa da TV americana Good Morning America em que mulheres acusaram Gisele de alimentar a própria vaidade ao furar tão cedo as orelhas da filha.

O debate foi parar na página da modelo no Instagram e virou exemplo de choque cultural. Fãs brasileiras defenderam a atitude de Gisele e disseram ser normal no Brasil e em outros países da América Latina furar orelhas de meninas ainda bebês. Muitas disseram ter colocado brincos já nas primeiras semanas de vida.

Gisele Bündchen posta foto com a filha Vivian Lake no Instagram – Reprodução/Instagram

Não é a primeira vez que Gisele é criticada pelas posições que toma como mãe. Em 2010, quando ainda dava de mamar a Benjamin, o primeiro filho, a modelo sugeriu em entrevista que a amamentação fosse obrigatória por lei.

À revista Harper’s Bazaar britânica ela disse que deveria existir uma lei obrigando a amamentação nos primeiros meses da criança.

“Algumas pessoas aqui (nos EUA) pensam que não precisam amamentar. E eu penso: ‘Você vai dar comída indutrializada para o seu filho ainda tão pequeno?’. Deveria existir uma lei mundial, na minha opinião, obrigando as mães a amamentarem seus bebês por seis meses”, é a frase da modelo brasileira, a mais bem paga do mundo.

Seus comentários surgiram depois que a estrela de TV Denise Van Outen disse que desistiu de amamentar antes de sua filha completar um mês porque não queria ser flagrada por papparazzi. “Eu deveria ter insistido mais do que 3 semanas, mas não posso ficar sentada no Starbucks dando de mamar, porque os fotógrafos estão tirando fotos”, disse ela.

Quando posso furar a orelha da bebê?

O pediatra Fábio Picchi Martins, integrante do Conselho Médico do BabyCenter, sugere uma certa cautela ao furar a orelha de crianças recém-nascidas. “Não indico a colocação de brincos antes dos 2 meses, para evitar a possibilidade de infecção local em uma idade em que qualquer infecção é potencialmente perigosa”, explica.

Publicidade

Hospitais e maternidades geralmente não furam a orelha, como faziam antigamente, então muitas mães acabam pedindo para o pediatra ou uma enfermeira fazerem isso depois da alta, no consultório ou durante uma visita agendada em casa.

Pelas regras da Anvisa para as farmácias, esses estabelecimentos podem furar orelhas, desde que o procedimento seja feito com brincos estéreis vendidos no próprio local e colocados com ajuda de equipamento apropriado, uma espécie de pistola (ou seja, nada de levar aquele brinquinho lindo que o bebê ganhou de presente dos padrinhos). Nesse caso, o brinco não será de ouro, pelo menos por algum tempo.

Os especialistas não aconselham que o furo seja feito por alguém da família em casa, porque é preciso saber esterilizar muito bem todo o material que vai ser utilizado, para evitar infecções, que podem se tornar problemas graves se não forem bem cuidadas.

Dicas para a mamãe sobre a colocação do primeiro brinquinho de forma segura

• Procure locais adequados e regularizados para o procedimento;
• Verifique se o brinco está lacrado. Dessa forma, você terá certeza de que ele é estéril;
• Solicite a caixa do brinco e verifique nela o número do cadastro da ANVISA;
• Questione se o dispositivo utilizado é regulamentado, sem pressão e silencioso;
• Observe se o local mantém registros dos termos de autorização;
• Certifique-se sobre a capacitação da pessoa responsável pelo procedimento;
• Veja se é realizada uma marcação prévia;
• Garanta que você receberá orientações sobre os cuidados de limpeza durante a cicatrização;
• Pergunte se existe algum pediatra responsável para orientá-la, no caso da suspeita de infecção local. (o que é difícil de ter)

E você acha certo a reclamação das americanas ?

Written by Andreia Landa Pandim

Uma pessoa que ama viver, mas que sempre precisa dos outros para ser feliz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

biografia de Jorge Paulo Lemann

Conheça a biografia de Jorge Paulo Leman, um grande brasileiro

Trate cravos e espinhas com chá