Namorada de famoso é criticada por “falta de bumbum”, e dá uma resposta fantástica

0

Receba atualizações em tempo real grátis

Mulheres em busca pelo corpo ideal são capazes de fazerem cirurgias e dietas malucas, mas Roberta Maia namorada do ex-judoca Flávio Canto é muito resolvida com seu corpo. Após serem clicados por um paparazzi durante um final de semana na praia, muitas pessoas na internet comentaram sobre o bumbum de Roberta. Depois disso, ela fez um post em seu Facebook, dando uma resposta fantástica.


Especial : Confira novidades da Natura para essa semana (acesse aqui)

Confira sua resposta na íntegra, disponibilizada em seu Facebook. Vale a pena (pois é um verdadeiro tapa na cara!):

flavio canto e namorada
Foto: Marcelo Dutra – Fonte : Jornal Extra

“Daí você acorda na segunda-feira de cabeça-feita, depois de um feriado tranquilinho de surf com seu namorado e descobre uma foto sua estampada num site de costas de biquíni e as pessoas falando da sua bunda, ou melhor, para ser condizente com os comentários, da minha ‘não-bunda’. Bom, eu já sabia que eu não tinha bunda.

Para mim isso não é nenhuma novidade. Este fato, tão importante e interessante, que virou motivo para pessoas com um intelecto avançado perderem o seu tempo comentando em meio à conjuntura atual política, social e econômica tão tranquila em que nos encontramos (não é mesmo?) me leva a imaginar que o Estado Islâmico deve ter acabado, que o Eduardo Cunha foi preso, que a Dilma de repente ficou inteligente, que a lama foi contida, Sebastião Salgado conseguiu revitalizar o rio Doce, que a crise econômica está sob controle, a taxa de desemprego zerou, que a fome no mundo acabou e que foi declarada a paz mundial.

Diga-se de passagem, sou bem resolvida com a minha pequena bunda inexistente. Gosto dela assim do jeitinho que ela é. Inclusive, achei boa a piada que fizeram sobre o pé na bunda que eu supostamente teria tomado. Mas confesso que fiquei intrigada com inúmeras bundas maravilhosas sentadas na frente do computador comentando sobre as bundas alheias. Daí lembrei do texto da Cora Ronai que li esses dias sobre a foto da Vera Fischer, sobre envelhecer e sobre a pobreza de espírito reinante.

Como todos nós passaremos pelo inevitável ciclo da vida, envelheceremos todos iguaizinhos. A minha não-bundinha (que ainda está durinha, apesar de alguém dizer que ela é xoxa) em algum momento ficará mole e caída. Assim como todas as bundas de todos os seres humanos, néam? E qual a novidade nisso? Quero mais é que a minha bundinha pequena, mole, xoxa e caída continue aqui porque sou feliz com ela mesmo assim.

E como já disse o incrível jornalista francês Antoine Leiris que perdeu a mulher nos atentados de Paris: vocês não terão meu ódio! Apenas meu amor! Uma saudação aos bunda-moles!” (Com informações do Jornal Extra)

Receba atualizações em tempo real grátis

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.