Calor pode aumentar risco de formação de pedra nos rins

0

Receba atualizações em tempo real grátis

O calor intenso do verão, o aumento da transpiração e a baixa ingestão de água são os principais responsáveis pelo aumento do risco de formação dos cálculos renais, ou pedra nos rins.

Mudar a alimentação e beber líquidos regularmente e observar a coloração da urina são algumas medidas que podem evitar o problema, explica Fábio Vicentini, urologista do Centro de Referência para a Saúde do Homem, da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo.

Segundo Vicentini, os casos de cálculo renal aumentam 30% nos períodos mais quentes do ano.

Pedra nos Rins retiradas em cirurgia

É preciso ainda estar atento quanto ao consumo de frutos do mar, porque apresentam índice elevado de ácido úrico, um dos responsáveis pelo desenvolvimento dos cálculos renais. Além disso, é recomendável reduzir as frituras e o consumo de carne vermelha no período de calor.

Veja como é feita a cirurgia de pedra nos rins

Como evitar pedra nos rins

Apesar de ter maior incidência nos homens, o especialista alerta que todos devem adotar as medidas para cuidar da saúde dos rins.

Consuma no mínimo, dois copos de água a cada quatro horas, além dos líquidos que você normalmente consome.

Duas ou três porções de alimentos ricos em cálcio, inclusive laticínios. Não se submeta a uma dieta com teor de cálcio inferior a 650 a 800mg diários.

Alimentos ricos em fibras, pois esses podem reduzir ainda mais o cálcio e o oxalato da urina, que estimulam os cálculos.

Segundo vários especialistas, essas orientações podem reduzir à metade ou mais os riscos de cálculos renais. Entretanto, quem mais se beneficia com elas são as pessoas propensas à formação de cálculos que ingerem habitualmente quantidades excessivas de proteína e de sódio. Os cálculos renais são raros em pessoas estritamente vegetarianas.

Veja em nosso site :

Cor Do Xixi Pode Indicar Alterações No Corpo

Quais Os Efeitos Do Álcool No Organismo?

Consuma menos carne vermelha

Reduza o consumo de carnes vermelhas, pois essas, além de serem consumidas em geral com muito sal, apresentam um grande valor protéico, e o consumo excessivo de proteína de origem animal tem resultados semelhantes ao consumo excessivo do sal; isto é, incentiva a eliminação do cálcio pela urina, favorecendo a formação de cristais e forçando o organismo a retirar mais cálcio dos ossos, aumentando o risco de osteoporose.

Segundo Vicentini, mais de 15% da população mundial apresenta pedra nos rins e a maioria (85%) consegue expelir as pedras naturalmente, pela urina.

“A maneira mais fácil de monitorar a hidratação ideal do corpo é observarmos a coloração da urina. Quanto mais transparente estiver, melhor. Se estiver com aparência amarelada e escura, é sinal de que o corpo precisa de mais líquidos para manter-se hidratado, longe dos cálculos renais”, disse.

Receba atualizações em tempo real grátis

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.