Confirmado açaí contaminado pela doença de Chagas

A Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado e a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas comprovaram a presença do parasita Trypanosoma cruzi na amostra de açaí consumida pela família que contraiu Doença de Chagas.

Na cidade de Lábrea, no estado do Amazonas, 7 casos foram confirmados com a Doença de Chagas, a secretaria estadual de Saúde do Amazonas, informou que é a primeira vez que é comprovada cientificamente a presença no alimento do protozoário causador da doença.

Em 2010, testes realizados e publicados na revista Advances in Food and Nutrition Research, mostraram que o protozoário causador da doença de Chagas é capaz de sobreviver na polpa do açaí em temperatura de até a -20°C, que é a temperatura do açaí congelado.

Em nota enviada à rádio, a Fundação de Vigilância Sanitária do Amazonas informa que está reforçando as campanhas de conscientização dos produtores em relação às boas práticas de higiene na produção de alimentos com matéria-prima da floresta.

Leia em nosso site : Alimentos ótimos para estômago sensível

Doença de Chagas e o açaí

A doença de Chagas é uma inflamação causada pelo parasita Trypanosoma cruzi, transmitida pelo barbeiro ((Triatoma brasiliensis), e seus sintomas parecem muito com a Malaria, entre os principais sintomas estão febre, inchaço e problemas cardíacos, que, em estado mais avançado, levam o paciente à morte.

Higiene é fundamental

A contaminação ocorre quando há falta de higiene no processo de beneficiamento do açaí, por isso devemos ter cuidado com todo e qualquer alimento consumido, e muito fabricantes da açaí estão se industrializando e produzindo a polpa em um processo de lavagem e de pasteurização, o que elimina qualquer possibilidade de sobrevivência do Trypanosoma cruzi, sendo seguro o consumo.

Quando for consumir o açaí verifique se na embalagem informa que o produto é pasteurizado.

Receba atualizações em tempo real grátis

Comentários