O verão é a estação queridinha de muitas mulheres que desejam ficar com um corpo bronzeado. Entretanto, é preciso redobrar os cuidados com o corpo para se proteger do sol e evitar algumas doenças que podem aparecer nessa época. Simples hábitos podem livrar a mulher de sofrer com alguns incômodos na região íntima, e evitar doenças ginecológicas.

Doenças ginecológicas mais comuns no verão :

Candidíase
O responsável pela coceira e ardência vaginal, dor ao urinar e corrimento branco grumoso, é o fungo que pertence à flora vaginal, a cândida. “As alterações hormonais na gestação podem modificar a flora vaginal. Com isso há proliferação do fungo, ocasionando a infecção”, diz a especialista. Dependendo do fungo o tratamento pode durar até 15 dias.

Tricomoníase

A tricomoníase é uma infecção causada pelo Trichomonas vaginalis que pode se hospedar no colo uterino, na vagina ou na uretra. Sua principal forma de transmissão é pela relação sexual. Apesar de a doença ser transmitida sexualmente, no verão a flora vaginal está em constantes mudanças, o que favorece para o surgimento da doença. Corrimento na cor amarela, coceira na região genital, dor pélvica e ardência ao urinar são alguns dos sintomas. “Ao notar os sintomas a mulher deve procurar com urgência o ginecologista. No caso das gestantes, se a doença não for tratada, há o risco de sofrer uma ruptura prematura da bolsa amniótica, trabalho de parto prematuro e o nascimento do bebê com peso baixo”, alerta a ginecologista.

Vaginose bacteriana

A vaginose é provocada pela bactéria Gardnerella Vaginalis. O seu principal sintoma é corrimento amarelo ou branco-acinzentado, com cheiro forte e coceira. A sua causa pode estar relacionada a alterações na flora vaginal e uma higiene íntima inadequada.

Independente do tipo do corrimento, o tratamento só deve ser indicado pelo ginecologista e obstetra. Jamais pratique auto-medicação ou deixe de consultar o médico.

Dicas para evitar doenças

Não permaneça mais de três horas com roupas de banho úmidas ou molhadas;

Evite compartilhar sabonetes, peças íntimas ou toalhas;

Opte por roupas mais leves e evite calça jeans justa;

Use sabonete neutro ou sabonete higiênico íntimo indicado pelo seu ginecologista;

Lave roupas íntimas com água e sabão e seque-as ao sol.

Mantenha alimentação balanceada e evite situações de estresse, para que não haja queda da sua imunidade.

Leave a Review

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.