Quais os efeitos do álcool no organismo?

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, os danos provocados pelo efeito do álcool no corpo não estão limitados aos rins ou fígado. Na realidade, ele pode afetar até mesmo os músculos e a pele. Além disso, é preciso considerar que os efeitos e suas consequências ainda estão relacionados ao tempo que o fígado leva para metabolizar a substância. Por exemplo, uma lata de cerveja demora cerca de 1 hora para ser metabolizada.

Logo, se a pessoa consumiu até 8 latas é bem provável que o álcool permanecerá no organismo por cerca de 8 horas.

Podemos dividir os efeitos do álcool no corpo humano em duas categorias: aqueles de efeitos imediatos e os efeitos a longo prazo. Veja:

Os efeitos imediatos do uso excessivo do álcool

  • Sonolência, vômitos;
  • Queimação estomacal, diarreia e azia;
  • Dificuldades respiratórias;
  • Alterações visuais e auditivas;
  • Diminuição dos reflexos e da coordenação motora;
  • Blackout alcoólico, ou seja, falhas de memória onde a pessoa não consegue se lembrar do que ocorreu enquanto estava sob o efeito da bebida.

Efeitos do álcool a longo prazo

  • Aumento da pressão arterial e arritmia;
  • Colesterol e aterosclerose;
  • Cardiomiopatia cardíaca.

Especialistas apontam que o consumo em excesso é assim considerado quando o individuo ingere mais de 60g de álcool por dia. Essa quantidade é a mesma encontrada em 5 caipirinhas, 4 taças de vinho ou 6 chops. Além disso, é preciso considerar a predisposição da pessoa para determinadas doenças que pode acabar sendo afetada ainda mais devido a presença do álcool no organismo.

Por fim, um alerta para as mulheres grávidas: o consumo de álcool pode ocasionar síndrome fetal alcoólica. Essa patologia provoca a deformação física e retardo mental no feto.

No final das contas fica a velha dica: com moderação é possível aproveitar tudo sem causar prejuízos a nós ou a outras pessoas.

Receba atualizações em tempo real grátis

Comentários