Novo golpe usa contatos para roubar contas de WhatsApp, previna-se

0

Receba atualizações em tempo real grátis

Um novo golpe de WhatsApp e tem o objetivo de sequestrar  as contas de Whatsapp dos usuários do aplicativo. Tudo começa com uma mensagem através do próprio aplicativo ou de uma mensagem SMS  enviado por um contato (também vítima do golpe) menciona que, sem querer enviou um código de verificação de seis dígitos foi enviado para o telefone da pessoa por engano, e o contato pede que você encaminhe o código novamente.

Como a pessoa não solicitou a recuperação de nenhum código, pode pensar que a mensagem foi enviada por um contato que precisa recuperar o acesso a sua conta, mas tudo faz parte do golpe.

O que, na realidade, estão fazendo os criminosos por trás desse golpe é entregar o código de verificação para registrar sua conta de WhatsApp em outro celular.

Depois que isso acontece a pessoa verá em sua tela uma mensagem que a informa ter perdido o acesso à sua conta, ainda que momentaneamente.

Segundo a empresa de segurança ESET, nestes casos, geralmente, o cibercriminoso ativa a verificação em duas etapas dentro do WhatsApp, fazendo com que o usuário original da conta não consiga recuperá-la.

Como se prevenir e fazer a configuração em duas etapas no whatsapp

Para se prevenir desse tipo de golpe é necessário fazer a configurações em 2 etapas do Whatsapp, para ativar o recurso, primeiro é necessário acessar os Configurações na parte superior direita do aplicativo e depois clicar em conta e configuração em duas etapas.
Ai é só escolher uma senha de seis dígitos, que será solicitada na próxima vez que você instalar o WhatsApp em qualquer celular. E de tempos em tempos, para evitar leituras não autorizadas das mensagens, o aplicativo irá pedir a senha para verificar a sua segurança.
whatsapp 2 etapas
“A verificação em duas etapas segue sendo o método mais seguro para evitar acessos não autorizados às contas. Este tipo de camada de segurança se encontram, atualmente, na maioria das redes sociais, assim como nos sistemas de e-mail mais utilizados”.  comenta Luis Lubeck, especialista em Segurança Informática da ESET na América Latina.

Receba atualizações em tempo real grátis

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.