A espaçonave Solar Orbiter, construída pela Airbus para explorar o Sol, foi lançada com sucesso de Cabo Canaveral, na Flórida, ontem (10) às 23h03 no horário local.

Ela estudará o Sol para melhorar nossa compreensão de como ele cria a heliosfera, a vasta bolha em torno do sistema solar. O satélite possui 10 instrumentos de sensoriamento remoto e in situ utilizados para tirar fotografias,medirespectros e coletar dados sobre partículas solares, vento solar, explosões solares e o campo magnético do Sol.

“O lançamento de hoje representa um fantástico sucesso para todas as equipes da Europa e dos EUA que fizeram essa missão acontecer. Agora esperamos ansiosamente as emocionantes descobertas que o Solar Orbiter fará quando ele olhar diretamente para o Sol”, comenta Ian Walters, gerente da Airbus para o Solar Orbiter.

O Solar Orbiter usará manobras auxiliadas pela gravidade ao dar a volta em Vênus para atingir sua órbita operacional elíptica, aproximando-se do Sol a uma distância mínima de 42 milhões de quilômetros.

O satélite, construído no Reino Unido, precisará resistir a temperaturas superiores a 500°C, quentes o suficiente para derreter metais como o chumbo. Para isso, seu exclusivo escudo térmico, coberto por um revestimento especial de emissão de calor chamado SolarBlack, o protegerá do calor extremo do Sol a uma curta distância.

Sobre a Airbus

A Airbus é líder global em aeronáutica, espaço e serviços relacionados. Em 2018, gerou receitas de €64 bilhões e empregou cerca de 134 mil profissionais. A empresa oferece a gama mais abrangente de aviões de passageiros e é líder europeia no fornecimento de aviões-tanque, de combate, transporte e missões, bem como uma das principais empresas espaciais do mundo. No segmento de helicópteros, fornece as soluções civis e militares mais eficientes do mundo.

Leave a Review

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui