in

Homem é viciado em viver engessado

engessado

Sempre tem doido para tudo, Kevin, um homem de 27 anos, morador de Chicago nos EUA, tem um hobby muito estranho, ele está sempre engessando seu corpo, mesmo sem não ter quebrado nada. Ele coloca gesso em seu corpo há mais de 21 anos e já gastou o equivalente a R$ 130.000 com sua obsessão.

Embora tenha total consciência de que seu comportamento é estranho e pouco saudável (tanto para sua saúde psicológica, como para seu bolso) ele afirma não saber como abandonar o hábito.Em um episódio do programa Minha Estranha Obsessão, do canal de TV TLC, Kevin explicou que desgasta os moldes de propósito para se sentir mais confortável e confiante consigo mesmo e que o próprio ato de colocar o gesso lhe dá uma “revigorada” em seu humor.

gesso

“Eu não tenho nenhum osso quebrado, mas eu sou viciado em colocar moldes ortopédicos no meu corpo. Eu estou perfeitamente bem, perfeitamente saudável. Eu gosto da sensação do molde em torno de mim. Eu já coloquei nos dois braços, nas pernas inteiras, em tudo. Eu já coloquei tantos moldes, mas sei que é ridículo”, afirmou.

Kevin afirma que sua obsessão começou quando ele estava na escola, antes mesmo que ele tivesse a chance de experimentar um molde de gesso.Quando finalmente conseguiu seu primeiro molde de verdade após quebrar o braço, aos 12 anos, ele adorou a atenção que todos davam nas ruas e na família. Desde então, sua obsessão ganhou mais força e supriu uma carência interna.

Ainda hoje, Kevin continua a gostar da atenção que recebe ao estar engessado. Ele já até usou uma cadeia de rodas, para simular não conseguir andar por ter as pernas engessadas, buscando ainda mais atenção. Pode isso ?

Written by Andreia Landa Pandim

Uma pessoa que ama viver, mas que sempre precisa dos outros para ser feliz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

grávida pode dirigir

Até quando grávida pode dirigir ?

paramedico

Paramédico com as mãos nos bolsos observa homem morrer de ataque cardíaco