A

eSocial vai acabar, entenda o que vai acontecer

Receba atualizações em tempo real grátis

De acordo com o  secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, o eSocial uma plataforma de registro e informações para o cumprimento de obrigações trabalhistas, tributárias e previdenciárias, está ferramenta está com dias contados, até janeiro de 2020.

O investimento para criar o sistema foi da ordem de R$ 100 milhões, aplicado principalmente em tecnologia da informação.

A meta é modernizar o dia a dia do empregador com o objetivo de estimular a geração de novos postos de trabalho.

A decisão foi divulgada nesta terça-feira (9), pelos secretários Rogério Marinho, Previdência e Trabalho e Carlos Costa, Produtividade, emprego e competitividade.

A aprovação da criação da nova carteira de trabalho digital, é o novo sistema que irá substituir a carteira de trabalho de papel. A implantação está prevista para setembro deste ano, segundo secretário.

O secretário da Previdência e Trabalho destacou outras mudanças. Afirmou que o novo sistema exigirá menos informações de pequenas e médias empresas e simplificações significativas para empregadores domésticos.

Veja em nosso site:

Celular No Trabalho Por Ser Proibido No Brasil, Com Punições Para O Empregado

Conheça As Regras Dos Atestados Médicos No Seu Trabalho

eSocial vai acabar e ser substituído por dois novos sistemas

fim do esocial

O ESocial será substituído por um sistema bem mais simples em 2020 e desenvolvido para minimizar a burocracia e alavancar o crescimento.

Segundo Marinho, serão criadas duas novas plataformas, uma para os dados enviados para a Receita Federal e outra para informações de previdência e trabalho.

A modernização e simplificação do Esocial foi decidida após discussões e consultas realizadas com diversos setores da sociedade. Haverá redução considerável de dados a serem informados pelo empregador, e ao longo dos próximos meses as informações exigidas no sistema serão reduzidas entre 40% e 50%, o sistema irá analisar e comparar informações em banco de dados existentes.

As informações, tais como, a comunicação de acidentes de trabalho e informações de folha de pagamento, férias, Rais e Caged serão mantidas.

Entre as alterações a serem feitas está prevista a retirada de informações duplicadas ou que não são exigidas por lei, tais como sobre saúde e segurança no trabalho, número do RG, título de eleitor e NIT/PIS, os dados cadastrais serão concentrados no CPF.

O Esocial é um dos maiores sistemas e está integrado ao Governo Federal, é através deste sistema que o Governo consegue saber a quantidade de desempregados e empregados que temos no país, é uma bases de dados segura e garante que o trabalhador receba seus benefícios, principalmente os benefícios sociais e programas Governamentais e evita erros e discrepâncias relacionadas ao cadastro do trabalhador brasileiro.

O Esocial hoje é uma base de dados utilizada por todas as empresas do Brasil. Apresentar melhorias e Desburocratizar os sistemas é importante para agilizar e melhorar a comunicação.

Receba atualizações em tempo real grátis

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.