fbpx

A

Garota de 8 anos sofre bullying devido a suas orelhas

A pequena Lilliana parou de comer depois de tratamento implacável e cruel de outras crianças

0

Receba atualizações em tempo real grátis

Com apenas 8 anos, Liliana já sabe o que é sofrer na mão de agressores. Mesmo se tratando de crianças, a pequena Liliana foi atacada frequentemente com piadas e brincadeiras de mau gosto, sendo alvo de bullying por causa de suas orelhas de abano.

Desde que essa prática começou, Liliana passou a demonstrar um comportamento totalmente diferente, ela era literalmente arrancada dos braços da mãe, ao se recusar ir para a escola, além disso, era frequente se urinar no momento que o bullying acontecia, o que apenas piorava a situação.

Tudo isso acontecia porque Liliana nasceu com o que se chama de “orelhas de abano” ou “orelhas proeminentes”, ou seja, mesmo com o cabelo solto, suas orelhas ainda chamam atenção.

Sendo alvo de crianças cruéis, Liliana chegou a perder o apetite e se recusava a ir para a escola.

Sua mãe, Cara Biggs, 41 anos, foi até a escola para que atitudes fossem tomadas, mas ela conta que tudo o que a escola podia fazer, era entrar em contato com a família das crianças e informar sobre seus comportamentos.

Isso não ajudou Liliana, afinal, o comportamento dos alunos não melhorou e a escola se deu como mãos atadas.

A mãe, vendo que sua filha precisava de ajuda, recorreu então a opção da cirurgia. Foi quando Liliana se consultou com o especialista em orelha, nariz e garganta em Stevenage, Inglaterra, o doutor Adam Frosh sugeriu fazer a pinoplastia.

A pinoplastia imobiliza as orelhas cirurgicamente, e Liliana desde o início se mostrou muito contente com a opção.

Cancelamento da cirurgia

Com a cirurgia já marcada e Liliana empolgada em finalmente mudar de vida, veio a terrível notícia.

O Painel de Solicitação de Financiamento Individual bloqueou a operação três vezes, julgando o procedimento desnecessário.

Dr. Frosh recorreu repetidamente, mas a diretoria continuou recusando.

O Comitê por fim respondeu que  se tratava de uma questão escolar e não operacional, portanto, as medidas cabíveis deveriam partir da escola.

Liliana não recebeu bem a notícia, Cara conta que ela ficou arrasada, parou de comer, se isolou e passou a perder cabelos devido ao estresse.

Final Feliz

mãe e filha antes da cirurgia da orelha de abano

Enquanto a batalha contra o conselho do hospital ainda acontecia, Cara recebeu a ligação do Dr. Frosh, que trabalha no Hospital One Hatfield – um hospital privado em Hertfordshire.

Ele ficou muito feliz em dizer a ela que sua equipe lá iria fazer a operação – que normalmente custaria em torno de £ 3.500 – completamente grátis.

A equipe do Dr. Frosh se comoveu muito com a situação de Liliana, e sua cirurgia agora está marcada para Junho.

O que era uma situação aparentemente sem um bom final, mostrou que a bondade humana ainda existe. Com esse ato, Frosh e sua equipe mudaram a vida da pequena Liliana, que deixou de ser uma criança triste e agora possui a esperança de ter uma vida saudável e feliz, sem a possibilidade de sofrer na mão de

Orelhas de abano no Brasil

A Orelhas de abano afeta 5% da população brasileira, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). E pode ser corrigida com cirurgia que custa entre 3 a 5 mil reais a partir dos 7 anos.

A cirurgia é feita com uma pequena incisão atrás da orelha, seguindo a dobra natural da pele. É, então, realizada a retirada do excesso de pele e em seguida é feito o ligamento da cartilagem, para deixa-la mais flexível

A cirurgia deve ser realizada por cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Receba atualizações em tempo real grátis

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.