Lingerie sensual ou confortável? Fique com os dois!

0

Receba atualizações em tempo real grátis

Na maioria das vezes, a lingerie guardada nos armários para os momentos mais especiais pinica, coça e incomoda ao vestir. O conforto é reservado para aquelas mais largas e comuns, sobre as quais se diz que deixam a sensualidade de lado.


Atenção : Natura faz promoção relâmpago, (acesse aqui)

Às vezes, até existe uma vontade de tentar modelos diferentes, com rendas e cortes mais estreitos, que aumentam a confiança. Porém, pela praticidade, a escolha sempre acaba voltando para a lingerie mais básica.

Entretanto, optar por uma peça mais sexy não significa mesmo ter que deixar o conforto de lado. Essa é uma ideia antiquada, que deve ser abandonada, já que o mercado atual tem várias opções de lingeries sensuais e ótimas de usar.

Encontrá-las é mais fácil do que parece. Mas, para isso, é preciso prestar atenção em alguns detalhes importantes, como qualidade e tamanho.

Qualidade da lingerie

Uma das principais características para se atentar ao escolher uma lingerie sensual e confortável é a qualidade da peça.

Uma calcinha e sutiã velhos, em condições ruins, muitas vezes podem irritar a pele e prejudicar o caimento. Isso impacta diretamente na autoestima da mulher.

Portanto, observar a qualidade significa escolher peças com tecidos menos agressivos – como algodão e microfibra -, bem costuradas – para evitar que abram e arrebentem – e com uma durabilidade maior.

Essas características, por si só, já irão garantir maior conforto e confiança ao vestir a lingerie.

Atenção ao tamanho

Diversas mulheres pensam que uma lingerie mais sensual necessariamente incomoda, aperta e pinica a pele, fazendo com que recorram às boas e velhas peças comuns.

Porém, isso não é verdade. O que ocorre muitas vezes é que há um equivoco na hora de escolher o tamanho dessa lingerie.

O número padrão do sutiã, por exemplo, refere-se ao tamanho das costas. Porém, é possível que uma mulher tenha costas largas e busto pequeno, ou vice-versa.

Dessa forma, além do número simples do sutiã, é preciso observar também o tamanho da taça, ou seja, a parte que envolve os seios.

A mesma ideia se dá com a escolha da calcinha. O tamanho das nádegas, da barriga e das laterais do abdômen não são necessariamente proporcionais, fazendo com que seja preciso encontrar o modelo ideal para cada corpo.

Cores fazem diferença

Quando pensamos em sutiãs e calcinhas sensuais, as cores são detalhes que fazem toda a diferença. Às vezes, mais do que o próprio corte e formato da peça, por exemplo.

A clássica lingerie vermelha é uma que vem logo à mente, sendo referência entre os modelos mais especiais.

Uma grande vantagem dessa cor é que ela combina com todos os tons de pele das mulheres.

Porém, o que não falta é diversidade de cor no mercado. Preto, azul e branco também são alternativas que podem deixar qualquer peça simples um pouco mais sensual.

Hora de trocar a lingerie

Não tem jeito, em alguns momentos é preciso se livrar de algumas peças mais velhas do armário.

Apesar de ser difícil, já que é ótimo ter aquele sutiã que cabe perfeitamente, é um passo importante para manter a qualidade das roupas.

Alguns sinais de que a lingerie está passando do ponto são: tecido desfiado, bojo com desníveis, arame solto e furos.

Especialistas sugerem a troca a cada seis meses para peças que são usadas no dia a dia. Dessa forma, além de preservar um bom caimento e sustentação, evita ainda mais o risco de uma reação alérgica à lingerie – como coceira e vermelhidão.

E a quarentena não é desculpa para não renovar o armário, já que existem diversos sites que vendem as peças on-line e informam todos os detalhes necessários, como tipo de tecido e tamanho.

Receba atualizações em tempo real grátis

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.