japonesa
in

5 hábitos dos japoneses que você vai achar estranho

No Japão existem muitos hábitos e costumes que nos mostram porque de maneira generalizada, essa nação é tão organizada e harmoniosa, mas existem alguns hábitos que você certamente achara no mínimo diferente, veja :

Abaixam a cabeça fazendo reverência mesmo falando ao telefone

japones

Os japoneses com sua educação milenar, fazem reverência no lugar de um aperto de mão, quando agradecem e principalmente quando pedem desculpas. Este ato é tão comum que os japoneses mesmo falando ao telefone, estão abaixando a cabeça para o seu ouvinte. Segundo algumas pessoas o movimento também ajuda a dar mais ênfase na voz.

Quando uma família vai à um restaurante, normalmente quem paga é a esposa

japonesa

Os japoneses vão com frequência a restaurantes, e na maior parte das famílias, quem paga a conta é a mulher, no caso a esposa. Por que não o marido?

Este é um dos costumes mais comuns no Japão, pois quem cuida do lado financeiro na casa é a esposa! O marido entrega o salário para a esposa, e ela é quem controla os gastos mensais.

Um carimbo é mais válido que a sua assinatura

carimbo japao

Todos os japoneses sem exceção nenhuma têm o seu carimbo pessoal seja este registrado ou não na prefeitura, e este tem o valor equivalente a uma assinatura.Até os estrangeiros podem fazer o seu carimbo por encomenda, podendo ser em alfabeto ou em “katakana”, que é a escrita voltada para palavras estrangeiras.

E quando precisa aceitar um contrato, este carimbo é a assinatura, mesmo não tendo como comprovar na hora que é o carimbo oficial.

Cavalheirismo

portas

Em muitas situações, os japoneses são menos propensos a segurar as portas para um estranho. A cultura japonesa não destaca homens segurando ou abrindo as portas para as mulheres. Isso não representa, no entanto, que os japoneses não são educados. Significa apenas que o cavalheirismo no Japão não está associado a abrir ou segurar portas.

Uniformes na escola

japonesas

Os uniformes escolares fazem parte da vida afetiva dos japoneses. A partir do ginásio (chugako), os estudantes são obrigados a aderir ao uniforme. Até essa fase da vida, seu uso não é uma regra seguida em 100% das escolas. Mas é sobretudo no colegial (kouko) que o uniforme se transforma em um objeto de desejo e status. As peças despertam a cobiça daqueles que não conseguiram entrar nas melhores escolas. O vestibular é bastante concorrido. Em um país que valoriza a educação como forma de ascensão social, quem é visto com o uniforme das escolas mais disputadas é admirado. Afinal, eles terão mais chances de ingressar nas melhores universidades, o que praticamente garante um emprego em uma multinacional japonesa.

A partir daí, outros tipos de uniforme vão acompanhar a vida dos japoneses praticamente até a sua aposentadoria. Seja no escritório, em uma loja ou na fábrica, o uniforme é peça obrigatória.
Mas talvez seja a imagem da colegial que tenha ajudado tanto a divulgar os uniformes. São eles que dão às colegiais a aura de símbolo sexual.

Written by Andreia Landa Pandim

Uma pessoa que ama viver, mas que sempre precisa dos outros para ser feliz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

visao

O que são aquelas coisas estranhas que você vê flutuando ?

sushi de bacon

Receita de Sushi de Bacon