Acredite, apenas 1,6% dos alunos do Ensino Médio têm aprendizagem adequada em Português (incluindo escolar particulares)

Receba atualizações em tempo real grátis

Apenas 1,62 % dos estudantes da última série do Ensino Médio que fizeram os testes desse componente curricular no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2017 alcançaram níveis de aprendizagem classificados como adequados pelo MEC – Ministério da Educação.

Isso é apenas revela a fragilidade do ensino no Brasil, que não é levado a sério por políticos e governantes, pois o Brasil gasta 16% do orçamento com educação, pode parecer pouco mãos é bem mais do que a Noruega, o que evidencia que o dinheiro não nem um pouco bem gasto.

 

Estamos realmente com o ensino médio falido. E resultados muito ruins.” – Rossieli Soares, ministro da Educação

1,4 milhão de jovens fizeram a prova e apenas 20 mil tiraram nota considerável adequada, Em geral, o conhecimento é considerado insuficiente até o nível 3; básico a partir de 4; e adequado de 7 em diante, ou seja a maioria tirou notas abaixo de 7.

Em matemática, apenas 4,52% dos alunos avaliados, ou cerca de 60 mil, superaram o nível 7.

 

“Se o ensino fundamental e o ensino médio se mantiverem nessas taxas, é possível que em 2021 tenhamos o ensino fundamental no 9 ano com resultados superiores ao ensino médio na escala em língua portuguesa e matemática. Isso precisa ser tratado pelo Brasil.” – Rossieli Soares, ministro da Educação

A edição de 2017 do Saeb foi a primeira a avaliar alunos ensino médio da rede pública de acordo com o censo e teve a participação voluntária das escolas privadas.

“Somente com base em evidências poderemos fomentar o redesenho das políticas públicas da Educação Básica brasileira. Os resultados de aprendizagem dos nossos estudantes revelados pela avaliação são preocupantes. Isso reforça nossa opção por apresentar os dados do Saeb e do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) separadamente, diferentemente do que se fazia em anos anteriores. Nosso objetivo é dar maior visibilidade para os resultados de aprendizagens para possibilitar o aprofundamento da reflexão sobre essas evidências”, defende Luana Bergmann, diretora de Avaliação da Educação Básica do Inep.

Ensino Médio sem nível

O Brasil não tem, oficialmente, uma definição clara do que deve ser aprendido em cada nível de ensino. O movimento Todos pela Educação estabelece metas para que em 2022, ano do bicentenário da independência do país, seja garantido a todas as crianças e jovens o direito à educação de qualidade. O movimento estabelece também metas intermediárias de aprendizado.

As dificuldades de aprendizagem são caracterizadas principalmente pela discrepância entre o que a criança deveria ser capaz de fazer e o que ela realmente consegue fazer, o que é comum na dificuldade de aprendizagem é o baixo desempenho escolar.

As principais dificuldades de aprendizagem podem afetar a percepção visual, a linguagem, a coordenação motora, o raciocínio lógico, a capacidade de atenção, imaturidade social. Em grande parte dos casos há pequenas dificuldades que passam despercebidas em casa, mas com a inserção da criança na escola causam um impacto no desempenho da criança.

Dados serão publicados

O MEC também anunciou a publicação do Índice de De­sen­vol­vi­mento da Edu­cação Bá­sica (IDEB), que de­verá na se­gunda-feira (03).

O ín­dice é cal­cu­lado usando os re­sul­tados do Saeb, le­vando em conta também o ren­di­mento es­colar (evasão e apro­vação). Serão di­vul­gados os ín­dices por es­cola, disponíveis para os gestores de cada instituição.

Receba atualizações em tempo real grátis

Comentários estão fechados.