in ,

Analista apaga 15 sistemas e paralisa industria nos EUA

A partir de lanchonete McDonald’s na Georgia (EUA), Jason Cornish, ex-funcionário de uma empresa farmacêutica americana, conseguiu apagar a maior parte da infraestrutura de computadores da empresa.

O caso ocorreu em 3 de fevereiro deste ano, mas só ontem (16/8) Jason Cornish, de 37 anos, ex-profissional de TI da subsidiária da farmacêutica japonesa Shionogi, declarou-se culpado pelas acusações. Ele apagou 15 sistemas VMware que serviam de base a sistemas de e-mail, rastreamento de pedidos, dados financeiros e outros serviços da companhia de Nova Jersey.

“O ataque de fevereiro efetivamente congelou as operações da empresa por alguns dias, deixando funcionários sem poder enviar mercadorias, descontar cheques ou mesmo se comunicar por e-mail”, afirmou o Departamento de Justiça dos EUA em uma ação judicial. O custo total para a Shionogi foi de 800 mil dólares.

Usando uma conta da Shionogi, Cornish pôde entrar na rede da empresa e disparar o console de gerenciamento vSphere VMware que ele havia instalado em segredo na rede da companhia algumas semanas antes.

Pelo vSphere, ele apagou 88 servidores da empresa dos sistemas de hospedagem VMware, um a um.

Acusado em julho, Cornish poderá pegar até 10 anos de prisão quando ouvir sua sentença em audiência marcada para 10 de novembro. Ontem, ele não foi encontrado para comentar o caso.

Fonte Idgnow

Written by Leandro Isola

Criador do Porta Elos, formado em Gestão de TI e pai do João Olavo. É apaixonado livros e boa informação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Centro Paula Souza terá curso pós-técnico em app

Ofensas pela internet é crime