Café faz mal à saúde? Sim e não!

0

Receba atualizações em tempo real grátis

Será que aquele cafezinho que você toma ao longo do dia pode fazer mal para a sua saúde? A resposta é: sim e não. Depende da quantidade.

A cafeína é uma das substâncias mais comumente consumidas no Brasil, especialmente através do café. No entanto, ela está presente também na coca-cola, em chá preto e etc.

Mas, vamos ao que interessa. 

Embora beber café possa aumentar a frequência cardíaca e a pressão arterial, pesquisas descobriram que o consumo moderado de café pode ser saudável para o coração.

Aqui está o que você precisa saber sobre a cafeína e seu coração.

A ingestão moderada de cafeína não faz mal ao coração

Sim, a cafeína é um estimulante e pode aumentar a frequência cardíaca e a pressão arterial, mas apenas temporariamente.

Em geral, pesquisas não fazem uma associação de longo prazo entre o consumo moderado de cafeína e pressão alta ou frequência cardíaca elevada. Nem descobriram que aumenta o risco de doenças cardiovasculares, incluindo ataque cardíaco, derrame ou insuficiência cardíaca.

Quantas xícaras de café é seguro tomar tomar

De acordo com a Food and Drug Administration (FDA), a quantidade de 400 miligramas (mg) de cafeína por dia é geralmente seguro para se consumir. Isso daria cerca de quatro xícaras por dia.

Amigo do coração

A ingestão moderada de cafeína, especialmente do café, pode até ter efeitos positivos para a saúde. Por exemplo, uma revisão sistemática de 2014 publicada em um jornal americano examinou 36 estudos com cerca de 1,3 milhão de participantes e descobriu que o consumo moderado de café – medido em três a cinco xícaras por dia – estava associado a um menor risco de doenças cardiovasculares.

Já o jornal britânico British Medical Journal mostrou que o consumo de café de três xícaras por dia estava associado a um menor risco de mortalidade por doenças cardiovasculares e coronárias.

Os autores do estudo sugerem que os benefícios do café vêm de suas propriedades antioxidantes, que contribuem para a saúde do coração e também são ricas em frutas, chás e chocolate amargo.

Cautela com café

Batimentos cardíacos acelerados, tremores, insônia, ansiedade, náusea e dor de cabeça podem ser indicadores de que você é sensível à cafeína ou pode tê-la consumido muito.

Pessoas com arritmia ou ritmo cardíaco irregular podem ser mais sensíveis aos efeitos da cafeína na frequência cardíaca e podem ter maior probabilidade de sentir palpitações ou vibração por beber café.

Desta forma, deve-se evitar beber café quando há uma associação clara entre a ingestão de cafeína e arritmia.

No entanto, cada pessoa processa a cafeína de maneira diferente e, embora o consumo moderado seja considerado seguro, a quantidade que você deve beber depende muito de como o seu corpo responde.

É preciso ficar atento aos sinais.

Café na gravidez

As mulheres grávidas devem ser mais cautelosas com a ingestão de cafeína, pois alguns estudos descobriram que mesmo o consumo moderado pode estar associado a resultados prejudiciais ao parto. 

O ideal é que as grávidas consumam cerca de metade da quantidade recomendada no início deste artigo. Ou seja: elas deveriam consumir, no máximo, até duas xícaras por dia.

Aqui, cabe relembrar que não é só o café que contém cafeína. Desta forma, a quantidade de xícaras de café deve ser reduzida se a pessoa, por exemplo, tem o costume de ingerir coca cola ou chá-mate.

Receba atualizações em tempo real grátis

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

close