A

Cerveja engana o Pânico na TV!

2

Receba atualizações em tempo real grátis

Duas garotas tchecas se apaixonaram pelo Brasil, suas festas, gastronomia, cultura e diversão. Para compartilhar a nova paixão e o sonho de consumo de férias regadas a muita mordomia e festas, elas criaram o blog We Luv Brazil. A partir daí, Dominika e Michaela desenvolveram uma relação estreita de amizade com milhares de brasileiros através do Twitter e Facebook. Fotos, vídeos, bate papos e conversas via blog fizeram das duas tchecas webcelebridades, chegando a chamar a atenção de grandes portais e de um dos principais programas humorísticos da TV brasileira, o Pânico na TV.

Através desse novo contato, Dominika e Michaela realizaram o sonho de conhecer a terra do samba na companhia de Sabrina Sato, o que rendeu uma série em oito capítulos na atração. Rio de Janeiro, São Paulo, Recife, Fortaleza e Salvador. O roteiro incluiu as principais cidades do Nordeste e do país e, durante quase um mês de viagem, as tchecas se transformaram nas tchecas do Brasil e ganharam espaço na imprensa também fora da internet.

Mas tudo não passava de uma estratégia de mídia, e o programa da Rede TV! caiu na armadilha. A ideia da Companhia Brasileira de Bebidas Premium – CBBP – era divulgar a chegada da cerveja Proibida em ação que mesclou envolvimento com o target, criação de conteúdo inovador para a marca e integração entre os meios on e offline.

“A PROIBIDA é uma pilsen inspirada nas melhores cervejas do mundo, fabricadas na República Tcheca. Pegamos a melhor receita e adicionamos o sabor e a irreverência do brasileiro. A ideia foi trazer a República Tcheca para o imaginário do brasileiro através de relacionamentos pessoais. Para isso, criamos as personagens Dominika e Michaela”, explica Lucas Afonso, Diretor de Marketing da CBBP.

Desde novembro com uma agitada vida virtual, as duas garotas conquistaram os brasileiros sem criar nenhuma desconfiança de que de fato representavam uma nova cervejaria que chegaria em breve ao mercado. “Elas tinham uma rotina, uma vida, e interagiam via web com internautas brasileiros. Criamos nossas próprias musas, com originalidade e uma história só nossa. “Sigilo foi o mais importante durante a estratégia”, pontua Lucas Afonso”.

O Pânico na TV simpatizou com as tchecas e “adotou” as garotas para a produção do reality show que encerrou no último domingo (15/05). “Toda a ação foi muito bem planejada e executada para que nem a produção do programa nem nenhum outro veículo desconfiassem que elas guardavam um segredo: liberar uma cerveja Premium inédita no Brasil”, explica João Noronha, presidente da CBBP.

Nesse domingo, o apresentador Emílio Surita avisou: “Hoje haverá uma grande revelação, uma bomba neste programa”. Mas, ao contrário do divulgado no último domingo, o episódio final do quadro “As Tchecas do Brazil” –que era exibido há dez semanas– não foi ao ar. Encerrava-se ali a estratégia que acabou por criar saia justa com a Skol, marca de cerveja patrocinadora do programa.

Ao todo, cerca de 120 profissionais estiveram envolvidos com a ação para garantir o sigilo e a eficácia de todo o trabalho. E mostra como as redes sociais podem ser um boa ferramenta de Marketing se bem utilizada.

Pânico

Os humoristas, famosos por fazer pegadinhas com celebridades –como a tentativa de invadir o reality “A Fazenda” da Record–, não sabiam que as “tchecas” Michaela e Dominika, estrelas do quadro, não eram da República Tcheca nem estavam no Brasil a passeio. Veja video da Folha.



Receba atualizações em tempo real grátis

2 Comentários
  1. ander Diz

    vamos beber as tchecas pois são mto boas as duas .

  2. Álex Diz

    O Alan ficou com a cara no chão.bem feito,mal acostumados a tirar onda da,esculachar com todo mundo ,achou um que fodessem com eles.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.