Uniforme-Inteligente2
in ,

Chip em uniforme controla frequência de alunos

Publicidade

A tecnologia esta sendo usada na cidade de Vitoria da Conquista – BA, o novo uniforme possui uma tecnologia de identificação por radio freqüência (RFID) que possibilita, através de mensagem de texto/ SMS, que os pais saibam sobre a chegada e saída dos filhos e conheçam informações complementares da vida escolar do aluno. Por meio da Secretaria Municipal de Educação, a Prefeitura vai utilizar o novo uniforme em 25 escolas escolhidas de acordo com a maior incidência de evasão escolar.

A Rede Municipal de Ensino de Vitória da Conquista, pretende assim ter mais comunicação entre unidades de ensino e famílias dos alunos,e dar sossego para as mães, como a dona de casa Sidilane Lopes “Muitas vezes fiquei sabendo que o David fugiu da escola, foi para casa de amigos, brincar na rua”, conta.

Agora David não tem como escapar. Quando ele e os colegas entram na escola, um sensor eletrônico registra a chegada. Imediatamente uma mensagem de texto vai para o celular dos pais.

Resistência

“Ele pode ser torcido, lavado. Pode passar ferro que ele não se deteriora”, explica o analista de sistemas Ronaldo Costa. Não dá para perceber, o chip fica embutido no tecido da camisa. “Eu gostei, porque minha mãe vai saber que eu estou na escola, que eu não estou aprontando”, opina Janaína, de 12 anos.

Serão atendidos mais de 20 mil estudantes e cada um receberá dois uniformes gratuitamente, em um investimento total de R$ 1,2 milhão. As escolas municipais de Vitória da Conquista são as primeiras no Brasil a adotarem esse tipo de tecnologia.

Publicidade

Sobre a tecnologia

O RFID é a abreviação de Radio Frequency Identification – Identificação por Radiofreqüência. Diferentemente do feixe de luz utilizado no sistema de código de barras para captura de dados, essa tecnologia utiliza a freqüência de rádio.
Trata-se de uma das mais novas tecnologias de coleta automática de dados, surgida inicialmente como solução para sistemas de rastreamento e controle de acesso na década de 80 quando o MIT (Massachusetts Institute of Technology), juntamente com outros centros de pesquisa, iniciou o estudo de uma arquitetura que utilizasse os recursos das tecnologias baseadas em radiofreqüência para servir como modelo de referência ao desenvolvimento de novas aplicações de rastreamento e localização de produtos.

As Etiquetas Inteligentes são capazes de armazenar dados enviados por transmissores. Elas respondem a sinais de rádio de um transmissor e enviam de volta informações quanto a sua localização e identificação. O microchip envia sinais para as antenas, que capturam os dados e os retransmitem para leitoras especiais, passando em seguida por uma filtragem de informações, comunicando-se com os diferentes sistemas.

Written by Leandro Isola

Criador do Porta Elos, formado em Gestão de TI e pai do João Olavo. É apaixonado livros e boa informação.

Comente !
  1. grandes coisa, é so pedir pra um amigo levar seu uniforme na mochila dele e vc mata aula…
    eeita gente sem cerebro mesmo viu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Deficiente visual testa carro do Google

Google Maps ensina como fugir do trânsito