Como receber o auxilio emergencial e possíveis motivos de recusa

0

Receba atualizações em tempo real grátis

O governo federal acabou de liberar o download do aplicativo para auxilo emergencial para pessoas de baixa-renda no valor de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil para mães solteiras , por 3 meses para compensar a perda de renda decorrente da pandemia de coronavírus.

Para receber a renda básica emergencial as pessoas que não estão inscritas em nenhuma base de dados do governo precisam fazer o cadastro no sistema da caixa, aqui. E devem ter renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (R$ 3.135,00).

O Auxílio Emergencial é um benefício financeiro destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados.

Segundo a caixa os trabalhadores autônomos não cadastrados, o pagamento será feito até 48 horas depois da conclusão do cadastro no aplicativo.

O benefício será depositado em contas poupança digitais, autorizadas recentemente pelo Conselho Monetário Nacional, e poderá ser transferido para qualquer conta bancária sem custos ou quem não tem conta em bancos poderá retirar o benefício em casas lotéricas.

MEI e contribuinte da previdência

Quem contribui para a Previdência como autônomo ou como microempreendedor individual (MEI) já teve o nome processado pela Caixa Econômica e está automaticamente apto a receber o benefício emergencial.

Que já recebe o Bolsa Família, tem entre os dias 16 e 30 de abril para escolher qual beneficio receber, o que for mais vantajoso financeiramente.

Como baixar o aplicativo do auxílio emergencial

As pessoas que não estavam no Cadastro Único até 20/03, mas que têm direito ao auxílio poderão se cadastrar no site auxilio.caixa.gov.br ou pelo APP CAIXA.

O aplicativo do auxílio emergencial pode ser baixado aqui.

Depois de baixado a pessoa deve ler os requisitos para receber o auxílio (veja regras), e concordar com os termos. E preencher seus dados, como nome cpf, data de nascimento e nome da mãe.,

O próximo passo é validar o aparelho de celular, para isso deve colocar o numero do aparelho com o DDD e a operadora, um código será enviado ao aparelho para confirmar o cadastro.

Depois o sistema irá gerar uma série de perguntas sobre a família da pessoa, como quantidade de moradores na casa, como as rendas.

Por fim a pessoa deve escolher onde deseja receber o dinheiro, se em uma conta em algum banco ou caso não tenha conta, poderá abrir uma conta poupança digital (sem custo) e sacar o beneficio nas lotéricas.

aplicativo de auxilio emergencial

Preenchido tudo é aguardar o processamento.

Recebemos também a informação de que segundo o ministro Onyx Lorenzoni, apenas para as pessoas que não tenham acesso à internet, será possível também fazer o registro em agências da Caixa ou lotéricas. O cadastro presencial será uma exceção, apenas em último caso.

A Caixa também disponibilizou o telefone 111 para tirar dúvidas dos trabalhadores sobre o auxílio emergencial. Não será possível se inscrever pelo telefone, apenas tirar dúvidas.

Mas o vice-presidente da Caixa Econômica Federal, Paulo Henrique Angelo, lembra que sem o CPF regularizado não é possível receber o auxílio emergencial.

Veja alguns motivos que você pode ter problemas para receber o auxílio emergencial.

  • Pendente de regularização: o contribuinte deixou de entregar alguma Declaração do Imposto Renda da Pessoa Física dos últimos cinco anos. De acordo com a Receita Federal, a situação cadastral “Pendente de regularização” se resolve com o envio da declaração de IR do ano ausente, ainda que em atraso.
  • Suspensa: o cadastro do contribuinte está incorreto ou incompleto. Nesse caso, a Receita pede que o contribuinte que possui título de eleitor regularize a situação em seu site. Sem ele, o cidadão deve comparecer a uma agência do Banco do Brasil, da Caixa ou dos Correios. E tem o pagamento de taxa.
  • Cancelado ou nulo o CPF foi cancelado por multiplicidade, seja por decisão administrativa ou judicial. Outro motivo seria fraude, que faz o cpf ficar nulo.

Segundo a Caixa,25,1 milhões de pessoas já concluíram cadastro.

Receba atualizações em tempo real grátis

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.