in

Diferenças entre rebitadeira manual e pneumática

Para garantir a segurança e qualidade dos processos de rebitagem, as rebitadeiras são divididas em três grupos: rebitadeiras manuais, pneumáticas e hidropneumáticas.

Todas elas são ferramentas da indústria de fixação industrial, que tem como principal função unir peças metálicas, especialmente chapas de aço, com a ajuda de rebites.

Diante das peculiaridades de  cada ferramenta, selecionamos as diferenças entre a rebitadeira manual e a rebitadeira pneumática. Continue lendo.

Rebitadeiras manuais

Rebitadeiras manuais

Como o nome sugere, as rebitadeiras manuais precisam da força manual para unir componentes e chapas, com o auxílio de rebites de aço ou alumínio. Esse tipo de rebitadeira é indicado para atividades mais simples, com menor demanda.

Apesar de a aplicação ser feita manualmente, isso não interfere na qualidade dos resultados, a ferramenta é robusta e compacta, podendo utilizar tanto rebite com rosca interna, quanto rebite de repuxo na aplicação.

Rebitadeira pneumática

Rebitadeiras automática

Já a rebitadeira pneumática, é conhecida como rebitadeira profissional, ferramenta que, assim como a rebitadeira manual, é utilizada nos mais diversos serviços para fixação industrial.

Esse tipo de rebitadeira é a preferida em funilarias, metalúrgicas, entre muitos outros processos de manutenções industriais. Isso acontece porque a máquina não precisa de força manual, logo, entrega uma demanda maior de produtos em um tempo menor.

Dicas práticas

Além de explicar qual a diferença entre a rebitadeira manual e pneumática, selecionamos dicas práticas que você precisa conhecer, antes de investir nessas ferramentas.

Segurança

O manuseamento de uma rebitadeira vai além de colocar um rebite e unir peças, para que o procedimento seja realizado de forma segura, é indispensável contar com o trabalho de profissionais.

Para que o procedimento com rebites sejam feitos de forma segura, além de profissionais e bons equipamentos, você precisa:

  • Lubrificação dos elementos fixadores: para diminuir o atrito entre as peças, a lubrificação é indispensável, fique atento ao lubrificar as peças, verifique a composição química previamente;
  • Manutenção: a manutenção é uma etapa indispensável, principalmente quando se trata de rebitadeiras, fazer a manutenção preventiva periodicamente é essencial;
  • Escolha um fornecedor de qualidade: saber de onde suas ferramentas vêm é importante, escolha uma empresa que tenha materiais de qualidade e te ofereça o suporte adequado.

Rebites

Assim como as rebitadeiras, o mercado oferece diferentes tipos de rebites, cada um indicado para uma necessidade específica, portanto, é importante que você faça uma pesquisa prévia e utilize o rebite correto em seus trabalhos.

Usufrua dos serviços que uma rebitadeira oferece escolhendo a que mais se encaixa com suas necessidades do dia a dia.

Written by Leandro Isola

Criador do Porta Elos, formado em Gestão de TI e pai do João Olavo. É apaixonado livros e boa informação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Anti respingo

Como utilizar o antirespingo de solda

donuts

Saiba como fazer e vender donuts