Empresa adota o jeito Google de trabalhar

2

Receba atualizações em tempo real grátis

Publicidade

Inspirada no estilo de negócio de companhias americanas como Google e Facebook, a Acesso Digital exige desempenho excepcional em troca de regalias. A ideia é deixar as pessoas felizes no ambiente em que trabalham para produzirem mais e melhor. E um exemplo dos bons resultados dessa filosofia pode ser conferido no desempenho da empresa fundada e presidida por Diego Torres Martins,

Em 2010, a companhia triplicou o faturamento, atingindo R$ 7 milhões, e conta com cinco unidades abertas. “Independentemente do incentivo, as pessoas gostam do sentimento de exclusividade, de ver que não teriam isso em outra empresa”, diz o empresário. No caso da Acesso Digital, a promoção de um bom ambiente de trabalho não se dá apenas com um churrasco. É verdade que no início de sua empreitada, uma das medidas de Martins foi pagar 600 chopps para os funcionários depois que uma das metas foi atingida. Hoje, o empresário de 27 anos disponibiliza em sua empresa espaços de lazer e descanso, em salas com pufes, TV a cabo, Dock Station para iPod e vídeo-game.

[adrotate block=”2″]A Acesso Digital paga cursos de inglês e intercâmbio, as mulheres têm manicure e os homens participarão de uma competição de kart. Por terem triplicado o faturamento da marca no ano passado, todos os trabalhadores, desde as duas copeiras até os líderes de equipe, embarcarão na próxima semana para Las Vegas, com todas as despesas custeadas pela Acesso – para cuidar do suporte aos clientes nesse período, ficarão no Brasil os contratados em 2011.

“A base do sucesso da Acesso é a motivação interna”, diz. “Conquistamos isso dando liberdade e autonomia no trabalho”. Os funcionários podem fazer seus próprios horários ou trabalhar de casa. A única condição é a meta mensal, que todo mundo tem que cumprir. Segundo o empresário, os pequenos programas como seções de massagem e salas de descanso já produzem grande impacto na motivação das pessoas. Mas também existem os incentivos individuais, como bônus dados de acordo com o rendimento – a forma mais tradicional de remuneração variável. No bônus trimestral, quem cumpre as metas estabelecidas em cada mês garante 70% de um valor pré-fixado pela empresa. Os outros 30% do prêmio chegam caso toda a empresa atinja sua meta.

Publicidade

Em um mural são divulgadas todas as metas e os nomes de quem conseguiu cumprir. Nas segundas-feiras, às sete horas da manhã, ocorre uma reunião para os que não atingiram suas metas explicarem o que houve de errado. Quem não bater suas metas mensais em três meses consecutivos é demitido. Apesar da pressão, a maioria das pessoas que trabalham na empresa parece entender e aceitar a situação. Apenas 4 foram dispensados em três anos e o índice de rotatividade dos funcionários é de menos de 10%.

Em um mural são divulgadas todas as metas e os nomes de quem conseguiu cumprir. Nas segundas-feiras, às sete horas da manhã, ocorre uma reunião para os que não atingiram suas metas explicarem o que houve de errado. Quem não bater suas metas mensais em três meses consecutivos é demitido. Apesar da pressão, a maioria das pessoas que trabalham na empresa parece entender e aceitar a situação. Apenas 4 foram dispensados em três anos e o índice de rotatividade dos funcionários é de menos de 10%.

Receba atualizações em tempo real grátis

2 Comentários
  1. Ana Lucia Diz

    Muito bom, esse método de trabalho deveria ser implantado na maioria das empresas e tb nas escolas! Incentivo e valorização do funcionário sempre funciona!!!!
    Gostei da matéria!

  2. Rosana Paixao Diz

    Muito bom!
    Esta metodologia de trabalho, que a empresa Facebook adota. A motivação que a empresa adota e a motivação interna ela não só esta satisfaz o colaborador como também o emprezario. A empresa também fica satisfeita, com o aumento se seu faturamento.

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.