in ,

Exaustão mental acelera envelhecimento

Quando vivido por um longo período, o stress em excesso pode ser uma grave ameaça à juventude. Um estudo da Universidade da Califórnia, EUA, concluiu que além de enfraquecer o sistema imunológico e aumentar o risco de doenças cardiovasculares, o stress contínuo acelera o envelhecimento da pele.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores usaram como parâmetro o comprimento dos telômeros – espécie de capas que protegem os cromossomos. A autora do estudo, Elissa Epel, avaliou o stress em dois grupos de mulheres saudáveis: o primeiro, formado por mães de filhos também saudáveis, enquanto o outro grupo era composto por mães de filhos com doenças crônicas que exigiam cuidados contínuos.

Elissa verificou maior encurtamento dos telômeros nas mães que dispensaram mais tempo no cuidado com os filhos adoentados. De acordo com o comprimento dos telômeros, as células das mães estressadas tinham envelhecido aproximadamente dez anos – em comparação com as mães menos solicitadas. Isso explica porque no nível celular o stress pode promover a instalação precoce de doenças relacionadas ao envelhecimento.

Fonte: Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS)

Written by Leandro Isola

Criador do Porta Elos, formado em Gestão de TI e pai do João Olavo. É apaixonado livros e boa informação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Usuários do Twitter terminam namoros mais rápido

Cidade atacada por hackers quer gastar R$ 400 mil em segurança