in

Facebook lança serviço de música ainda este mês

Publicidade

Finalmente deve ser anunciado o serviço de músicas do Facebook. A revelação será feita durante a conferência para desenvolvedores F8, que acontece no dia 22 de setembro, em San Francisco.

A informação foi lançada pelo jornalista especializado em tecnologia Jon Fortt durante o programa Fast Money Halftime Report, no qual citou uma fonte com conhecimento da decisão, segundo a qual parece “provável” que a empresa não hospedará a música, mas se associará com outras companhias.

“O plano do Facebook é lançar o serviço musical na conferência de desenvolvedores do dia 22 de setembro”, disse. A conferência de desenvolvedores do Facebook, chamada f8, será em San Francisco, na Califórnia, e os ingressos já estão à venda

A novidade vai permitir aos usuários da rede social ouvir música diretamente pelo site.

Diferentemente do que fazem Apple, Amazon e Google, que armazenam o conteúdo em seus próprios servidores, o Facebook vai usar a expertise dos parceiros e só fornecerá um canal para viabilizar o recurso. Da mesma forma que faz com os games.

Existem especulações que levam a novidade ainda mais além. Segundo o Mashable, há a possibilidade de a plataforma servir de base para que empresas como a Netflix passem a oferecer conteúdo no Facebook via stream também.

Publicidade

O Facebook negou qualquer lançamento do gênero, mas há quase dois meses um programador encontrou evidências de que o serviço pode ser real. Ao disponibilizar o chat com vídeo, o Facebook soltou um plugin que possui referências a duas aplicações, a “Peep” (que seria do vídeo) e a “Vibes” (o tal serviço de músicas).

Veja o código:

if (paramString.equals(“com.facebook.peep”))
return this.window.getMember(“VideoChatPlugin”);
if (paramString.equals(“com.facebook.vibes”)) {
return this.window.getMember(“MusicDownloadDialog”);
}

Nas edições anteriores, a feira chamou a atenção por anunciar algumas das novidades que potencializaram o uso da rede social. No ano passado, por exemplo, o fundador e principal executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou o botão “Like” (“Curtir”), que permite observar os gostos de outros usuários.

Também anunciou a ferramenta “Open Graph”, que recompila informação sobre os portais que o usuário navegou recentemente e a mostra tanto no seu perfil do Facebook como em outros lugares da rede. Naquele momento, a rede social contava com 400 milhões de usuários, um número que praticamente duplicou em 2011.

Written by Leandro Isola

Criador do Porta Elos, formado em Gestão de TI e pai do João Olavo. É apaixonado livros e boa informação.

What do you think?

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Loading…

0

Conheça os 3 cargos de TI que devem sobreviver no futuro

Corinthians chega aos 101 anos como mais popular nas redes sociais