Site icon Portal Elos

Fifa ameaça cortar sedes da Copa de 2014

Em reunião na Fifa, o secretário geral da Fifa garantiu que não vai tolerar atrasos na obras do Mundial, assim, São Paulo, capital econômica do Brasil, corre o risco de não ser uma das cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. Jerome Valcke confirmou também que a cidade de maior população do país está realmente fora da Copa das Confederações, assim como Natal.


Veja : Natura faz liquidação, (acesse aqui)

Os dirigentes afirmaram que, de um modo geral, estão satisfeitos com o cronograma da obras. No entanto, seguem preocupados com a infraestrutura de transportes, inclusive dos aeroportos.

A entidade divulgou que está preocupada com a capacidade dos aeroportos e com a infraestrutura de transporte do Brasil para a Copa do Mundo de 2014.

“É crucial que todos os locais que sediarão a Copa do Mundo da Fifa tenham infraestrutura adequada, que atenda aos milhares de espectadores e possibilite que eles se movimentem pela cidade para irem a um jogo. Se esse não for o caso, não poderemos sediar jogos nessas cidades”, afirmou Valcke.

A Copa no Brasil tem 12 sedes selecionadas. Três a mais, por exemplo, do que do que o Mundial da África do Sul. Em 2006, na Alemanha, o torneio teve jogos em 12 cidades.

Desde o ano passado, Ricardo Teixeira, presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e do Comitê Organizador Local do Mundial, tem afirmado que a situação dos aeroportos é o principal problema de infra-estrutura do Brasil para receber o torneio.

Em março, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, já havia criticado a demora nas obras no Brasil. Porém, nesta sexta-feira, foi a primeira vez que alguém da entidade admitiu que uma das cidades-sedes poderá ser cortada.

Além dos problemas de infra-estrutura, três cidades ainda não iniciaram as obras para a construção ou reforma dos estádios: São Paulo e Natal, onde novas arenas serão levantadas, e em Curitiba, onde o estádio do Atlético-PR será reformulado.

E qual a sua opinião ?

Sair da versão mobile