A

Novo Golpe do Delivery, já se torna uma realidade. Veja como não cair

Preste bem atenção ao pagar a conta quando pedir comida por aplicativo

0

Receba atualizações em tempo real grátis

O brasileiro já tornou como hábito pedir comida por telefone, é mais prático, rápido e um auxílio para quem não sabe ou não suporta cozinhar. Antes mesmo dos aplicativos de delivery existir, sempre se pedia pizza pelo telefone.

Conforme foi mudando a maneira de habitação, os hábitos também mudaram sendo muito comum não se ter mais comida em casa até como forma de não desperdiçar alimentos. O que contribuem para a expansão e consolidação dos aplicativos de delivery.

Infelizmente, toda essa tecnologia chamou a atenção de criminosos que desenvolveram uma nova espécia de crime: “O Golpe Delivery”.

O qual consiste em o cliente fazer um pedido utilizando algum aplicativo de entrega que o conecta a um estabelecimento. O entregador chega e, no ato da cobrança, disponibiliza uma maquininha com o visor quebrado e/ou com arranhões que impedem a visualização do valor digitado.

Ele dirá que sofreu uma queda em uma das entregas e, por isso, o equipamento está daquele jeito. Desta forma, o golpista digita um valor errado, exorbitante superior o da compra, e o usuário já envolvido com o relato digita sua senha sem pensar ou conseguir verificar se o valor está correto.

Em São Paulo, diariamente está chegando tais casos nas delegacias.

A maquineta danificada pertence ao golpista, e não ao estabelecimento que preparou e vendeu a refeição. E, para diminuir o risco de ser identificado, a conta com o valor real será paga pelo próprio golpista na maquininha certa. Categorizando um golpe quase perfeito, uma vez que a maioria dos entregadores são prestadores de serviços, sem vínculo com a empresa.

Cai no golpe o que devo fazer ?

Se você caiu no golpe, há alguns procedimentos emergentes a serem realizados:

  • Ligue para o seu banco: Verifique qual é a empresa responsável pela máquina de cartão de crédito utilizada pelo golpista.
  • Informe a empresa: Após ter os dados da empresa o qual o golpista extraviou seu dinheiro, repasse tudo o que ocorreu para que a mesma tome as medidas necessárias.
  • Faça um boletim de ocorrência: Envie o documento para a empresa detentora de seu dinheiro, junto com uma carta solicitando o estorno do valor. Caso tenha sido pago em cartão de crédito, faça o mesmo procedimento acrescido do cupom fiscal, esse documento é de extrema valia para tudo.

Receba atualizações em tempo real grátis

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.