Holanda prende suspeito de ataques hackers pró-Wikileaks

0

Receba atualizações em tempo real grátis

A polícia da Holanda prendeu no sábado (11) um homem de 19 anos suspeito de ser um dos responsáveis pelo ataque cibernético ao site da promotoria pública do país, um dos alvos da operação promovida por defensores do site Wikileaks.

O ataque que derrubou o site do órgão judiciário holandês ocorreu após a prisão de um jovem de 16 anos, apontado como participante das ações contra redes de computadores das operadoras de cartões de crédito Visa e Mastercard e do site de pagamentos eletrônicos PayPal.

Ativistas digitais, liderados pelo grupo conhecido como “Anonymous”, apontaram as instituições financeiras como inimigas da liberdade de expressão na rede por terem suspendido a transferência de doações para o Wikileaks, responsável pela publicação de centenas de documentos secretos da diplomacia americana. Houve a participação de internautas brasileiros nos ataques.

Segundo a polícia holandesa, o novo suspeito foi preso na cidade de Hoogezand-Sappemeer, no norte do país, por supostamente ter utilizado um programa de computador para congestionar o site da promotoria. O ataque deixou a página fora do ar por algumas horas na sexta-feira. O suspeito, que utilizava o nome de Awinee nos sites utilizados para coordenar a operação




Em todo o mundo, diversos ativistas se organizaram para atacar páginas de empresas consideradas adversárias do Wikileaks. O principal porta-voz do site, Julian Assange, foi preso em Londres na terça-feira após pedido da Suécia por acusações de crimes sexuais.

E você é afavor do site Wikileaks ? Deixe sua opinião

Receba atualizações em tempo real grátis

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.