Michael Schumacher recebe visita de colegas de profissão e como sua família blinda todos os boatos sobre seu tratamento

0

Receba atualizações em tempo real grátis

Publicidade

O heptacampeão de Fórmula 1 Michael Schumacher recebeu a visita de ex-colegas de profissão no hospital francês no qual está internado e passará por tratamento com células-tronco. Atualmente, com  50 anos, o ex-piloto foi visitado pelos franceses Jean Alesi e Alain Prost, esse último tetracampeão de Fórmula 1. Quem também visitou Schumacher foi seu ex-chefe na Ferrari e atual presidente da Federação Internacional de Automobilismo Jean Todt. As visitas foram noticiadas pelo jornal francês Le Parisien.

Schumacher está internado desde quarta-feira da semana passada, dia 5 de setembro, no hospital Georges Pompidou, em Paris. O ex-piloto está no local para se submeter a um tratamento experimental envolvendo células-tronco. O estado de saúde de Schumacher continua um mistério pouco mais de cinco anos após ele sofrer um acidente enquanto praticava esqui com a família nos alpes franceses em 2013.

É especulado que o ex-atleta encontra-se em estado vegetativo desde o ocorrido nas montanhas suíças. Desde seu acidente, ele vem morando na mansão de sua família, na cidade suíça de Lausanne, tendo saído de lá poucas vezes nos últimos anos, o que a própria família tem lutado para combater as notícias falsas que percorrem na internet, pois, desde do dia 29 de dezembro de 2013, em que o campeão passava o fim de ano esquiando com a família nos alpes franceses, sofreu um forte golpe na cabeça após cair em uma pedra e quebrar o capacete que usava, seus familiares, nunca mais tiveram paz.

Publicidade

Recententemente,  passaram por um momento bem desagradável, supostamente Michael Schumacher foi internado no hospital Georges-Pompidou, em Paris, para um “tratamento secreto”. Inicialmente veiculada pelo jornal francês Le Parisien, a informação foi confirmada pelo Motorsport.com e se espalhou na mídia de maneira avassaladora, levando uma multidão para a frente do local, na esperança de saber mais sobre o estado de saúde do heptacampeão da F1.

A publicação afirma que o ex-piloto estaria aos cuidados do Dr. Philippe Menasché, profissional referência em pesquisas com células-tronco. O tratamento, que consistirá em transfusões para se obter uma “ação anti-inflamatória sistêmica”, deve começar nesta terça-feira de manhã, com alta prevista na quarta-feira. O Motorsport.com segue na porta do hospital, em Paris, onde até o momento não houve nenhuma novidade oficial, seja do lado médico, seja através dos familiares.

O Le Parisien disse que outros pilotos e ex-pilotos estiveram no hospital junto com Alesi e Prost. Segundo a publicação, havia uma grande presença de pilotos e ex-pilotos na França em decorrência do funeral do também ex-piloto francês de Fórmula 2 Anthoine Hubert, morto após um acidente durante uma corrida na Bélgica em agosto.

 

Receba atualizações em tempo real grátis

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.