Site icon Portal Elos

Microsoft quer punir quem compra de quem usa software pirata

[adrotate group=”10″]A Microsoft quer que os Estados Unidos aprovem uma lei que permita aplicar multas às fabricantes locais cujos fornecedores localizados fora do país usem software pirata durante os processos de produção. De acordo com o jornal El País, a gigante de Redmond está batalhando em vários estados dos Estados Unidos, para que aprovem leis neste sentido, com base no argumento de que se trata de “concorrência desleal”. A proposta passa por obrigar os fabricantes a tomarem medidas para assegurar que os seus fornecedores fora dos EUA não usam software piratas, uma iniciativa que deixou muitas empresas preocupadas.


Veja : Natura faz liquidação, (acesse aqui)

Os fabricantes acusam a gigante dos softwares de estar tentando transferir o trabalho de investigar os infratores, para as empresas, que vão precisar de empregar muito recursos para vigiar a utilização de software por parte dos seus fornecedores. Caso a lei entre em vigor, irá obrigar as empresas que compram componentes de fabricantes da China, por exemplo, onde o uso de programas pirateados é comum, a ter um controle ainda maior sobre os processos de produção dos seus fornecedores.

Uma das empresas que poderiam ser investigada, é o símbolo da indústria dos EUA a General Motors, que importa muitos componentes da China. O estado da Louisiana já aprovou a lei, mas não passou em Utah. A lei ainda está sendo discutidas em diversos estado como Washington e Nova York.

Este é mais um esforço da Microsoft, uma das empresas mais afetada pela pirataria,a empresa tenta de toda forma tentar diminuir as cópias piratas, uma das medidas esta sendo baixar os preços de seus produtos, o que ela já fez na China por exemplo.

Sair da versão mobile