Pesquisa revela os 10 estados que as pessoas mais traem

0

Receba atualizações em tempo real grátis

De acordo com o estudo pela Universidade de São Paulo (USP), metade dos homens já traiu pelo menos uma vez durante o matrimônio. Entre as mulheres, o índice médio de infidelidade é bem menor, em torno de 22%. Um aspecto interessante é que os dois sexos traem por razões bem diferentes.

Enquanto os homens geralmente só querem obter satisfação física, as mulheres costumam entrar de cabeça na relação, se envolvendo muito mais. “Quase sempre, elas querem romper um dos relacionamentos e se dedicar àquele que mais satisfaz a sua necessidade afetiva”, diz Carmita Abdo, coordenadora da pesquisa da USP.

Um aspecto curioso é que a infidelidade varia de acordo com a região do país. Do lado das mulheres, as cariocas são as mais infiéis. No ranking dos homens, os líderes são os baianos (confira a lista completa na tabela abaixo). De novo, a tradição cultural ajuda a explicar os resultados.

“No Brasil, a mulher carioca é vista como um símbolo de sexualidade e liberdade. Já o homem baiano é o herdeiro de uma tradição machista que dá ao sexo masculino o ‘direito’ de ter várias parceiras”, diz Carmita. Quer saber como esta seu estado ?

Veja os 10 estados que as pessoas mais traem

Homens

baiano

Bahia (64%)
Pará (62,1%)
Ceará (61,1%)
Rio Grande do Sul (59,9%)
Distrito Federal (59,8%)
Rio de Janeiro (56,7%)
Santa Catarina (56,3%)
Minas Gerais (52,2%)
Rio Grande do Norte (51,8%)
Pernambuco (49,2%)

Mulheres

mulheres

Rio de Janeiro (34,8%)
Rio Grande do Sul (31,7%)
Rio Grande do Norte (30,2%)
Minas Gerais (28,8%)
Distrito Federal (27,7%)
Ceará (26,7%)
Pernambuco (26,5%)
Bahia (25,2%)
São Paulo (24,1%)
Santa Catarina (20,9%)

Segundo a pesquisa as mulheres mais jovens são as que mais traem, já no caso dos homens a idade que mais trai é entre 40 e 50 anos. E você o que acha da pesquisa ?

Receba atualizações em tempo real grátis

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

close