in

Pai recebe transplante incomum da filha (transplante de fezes)

barnes transplante

Você já deve ter visto doação de rins, fígado e coração, mas já viu de fezes ? Len Barnes de 75 anos não acreditou no que estava ouvindo quando seu gastroenterologista sugeriu o tratamento incomum, transplante de fezes. Barnes estava com uma gravíssima infecção intestinal e foi curado depois de passar por um transplante fecal, com fezes doadas por sua filha.

“Eu nunca tinha ouvido falar disso antes,” disse o Sr. Barnes. “Mas meu médico explicou que a mistura de fezes saudável com a minha – e transferi-la de volta para o meu intestino misturado com água morna – criaria bactérias saudáveis ​​que teriam a chance de lutar contra a minha infecção” completou.

E quando gastroenterologista Chris Wells, foi encontrar um doador compatível, filha Sr. Barnes ‘Debbie, de 52 anos, foi a doadora certa e conseguiu salvar a vida do pai.

Em março do ano passado o Instituto Nacional de Saúde e Assistência Excellence em Londres, publicou novas orientações, nomeando transplantes fecais como uma forma reconhecida de tratamento para infecções C-diff. ( essa infecção tem alta mortalidade em casos graves, sobretudo em pacientes idosos.). Uma análise de sete estudos, envolvendo 558 pacientes, revelou quase todos os pacientes foram curados.

Transplante de fezes

A maioria das pessoas já ouviu falar sobre probióticos e prebióticos, mas poucos conhecem algo sobre transplante fecal. Apesar de poucas pessoas conhecerem esta técnica, o transplante fecal não é uma prática nova. O primeiro caso foi descrito por Eiseman e colaboradores em 1958, e a descrição do segundo ocorreu em 1981 por Bowden. Hoje este tipo de terapia é utilizada por vários especialistas com sucesso, sem quaisquer efeitos adversos. Desde então, existem muitos relatos de transplantes de fezes através de colonoscopia ou sonda nasogástrica.

O Transplante fecal, embora pareça ser uma abordagem estranha para os leigos, pode ser uma boa opção de tratamento e tem a capacidade de restabelecer a microbiota intestinal saudável. Por mais desagradável que possa parecer.

Written by Andreia Landa Pandim

Uma pessoa que ama viver, mas que sempre precisa dos outros para ser feliz

One Comment

Leave a Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

maconha

Maconha mata células cancerígenas, admite governo dos Estados Unidos

emprego

Os melhores empregos do mundo