A

Professor pediu whisky e rock em seu velório

0

Receba atualizações em tempo real grátis

O professor Zé Dias como era conhecido deixou uma carta com orientações e uma lista com músicas para animar seu enterro, ele sofria de pancreatite. Ele faleceu aos 68 anos nessa quarta feira (04/12).

Professor em Jundiaí,José Dias Ferreira,  era adorado pelo seu jeito simples de levar a vida e pela forma com que tratava a família e deixou uma carta com instruções muito definidas de como deveria ser seu velório.

“Bem, já que eu morri, vamos aos próximos passos”, iniciou a carta do sempre bem-humorado professor, depois ele pede que seus órgãos sejam doados e antes do transporte para a cremação gostaria que todos cantassem ‘Canção da América’, de Milton Nascimento, prestando muita atenção na sua letra.

Ela fala que “amigo é coisa pra se guardar debaixo de sete chaves, dentro do coração”, dizia a carta

Pediu que se festejasse com whisky e ao som de Pink Floyd.

professor whisky
Sarrista, avisou na carta que foi afixada próximo do caixão no Velório do Centro que “partiu desta pra melhor”.

O professo deixou também uma bela mensagem sobre a vida.

Nossas lembranças devem ser dos atos e ações e não das pessoas. Vejam: não estou levando nada do que consegui aqui na Terra, só a amizade e o amor de vocês.

Lembrem-se! Matematicamente a vida não é coerente: quanto mais dividimos, maior é o resultado que recebemos”.

carta

Zé Dias era graduado em Engenharia de Agrimensura pela Escola Superior de Agrimensura de Araraquara (1973), era especialista em Didática e Prática Pedagógica do Ensino Superior.

Com muita experiência na área de Geociências, com ênfase em Topografia, Cartografia, Projeto de Estradas e Sistemas de Informação Geográficas.

Receba atualizações em tempo real grátis

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.