in

Saiba como utilizar as cintas de elevação com segurança

cintas de elevação

Para realizar tarefas que priorizam a segurança, como içar objetos pesados, é muito importante utilizar uma boa técnica e ferramentas resistentes e de qualidade. Ao mesmo tempo, tem que se tomar cuidado para não causar avaria na carga e evitar acidentes com quem está executando o serviço.

Os cabos de aço eram os materiais mais usados para realizar esse tipo de trabalho, principalmente devido à resistência e durabilidade do material. Com o tempo novas técnicas foram desenvolvidas e podemos dizer que a cinta de elevação é o produto mais adequado para executar esse tipo de serviço.

Benefícios da cinta de poliéster

As vantagens são a resistência e longevidade do material, como acontece com o cabo de aço e na facilidade de manusear e guardar a ferramenta. O preço também é um fator bastante atrativo, já que as cintas são fabricadas em poliéster, um produto bem mais barato que o aço.

A cinta de elevação serve para segurar e fixar a carga, garantindo estabilidade quando transportada por guindastes e similares. Como é feita de material bem flexível, não deixa marca ou provoca arranhões na carga e, lógico, possui a firmeza necessária para suportar o peso.  Existem vários modelos de fitas e a escolha ideal depende de algumas características do carregamento como:

  • Peso
  • Dimensões
  • Formato
  • Natureza do material

Formas de utilização da cinta de elevação

Após identificar as características do que está sendo carregado, começa a etapa crucial do processo que é a escolha do tipo da cinta de elevação. Em muitos casos é necessário usar mais cintas formando um conjunto. Nestas situações, é imprescindível usar todas com modelos iguais.

Primeiramente deve-se determinar a CMTE (Carga Máxima de Trabalho Efetivo), que é a capacidade que uma cinta ou conjunto de cintas possui para sustentar uma carga em um modo de uso estabelecido. O resultado é obtido pelo peso total da carga (CMT) multiplicado pela Forma de Uso (FU). Para facilitar a vida do usuário, as cintas possuem cores de fábrica que revelam a relação entre o CMT e o FU por meio de uma tabela encontrada nas lojas ou e sites de vendas de cintas de elevação.

Outros fatores, como a inclinação da carga içada, também contribuem para escolher o tipo de cinta, tendo em vista que nenhum lado pode exercer uma força maior que o conjunto de cintas possa suportar. A sobrecarga não pode existir em operações com guindaste, então para evitar o esforço extra na amarração, a cinta de poliéster foi dividida em duas categorias de elevação para carga: plana e tubular. No mercado é possível encontrar vários modelos para trabalhar tanto com carga plana como tubular, confira os principais:

  • Sling
  • Bag
  • Flat
  • Grab
  • Anel
  • Tecno
  • Pipe

Cuidados na hora de utilizar as cintas de elevação

No momento da compra é bom examinar se os produtos estão de acordo com as normas Nacional (NBR 15637:2012) e Internacional (EM 1492) para garantir que a cinta de elevação seja de boa qualidade. Geralmente essa informação está contida em uma etiqueta ou corpo do produto.

Alguns passos devem ser seguidos na hora de usar o utensílio, como escolher o modelo certo para cada tipo de carga e observar se algum canto vivo ou extremidade do carregamento esteja danificando a cinta. Isso é importante para garantir a integridade e resistência do equipamento.

Verifique se o objeto içado vai derramar algum líquido como óleo ou produto corrosivo na cinta para não prejudicar a amarração e evitar acidentes com as pessoas envolvidas na tarefa. Nunca amarre uma cinta na outra. Se for necessário unir as partes ou produzir um conjunto sempre utilize acessórios apropriados como:

  • Manilha
  • Grampo
  • Ganho
  • Elos
  • Conectores

Written by Leandro Isola

Criador do Porta Elos, formado em Gestão de TI e pai do João Olavo. É apaixonado livros e boa informação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

celular na sala de aula

Governo de SP libera celular em sala de aula, será que vai dar certo ?

sala de jantar

7 dicas para decorar sua sala de jantar pequena