A

Vendedora de balão arrastada por carro que não quis pagar ganha 49 mil

JP Rodrigues/Metrópoles
0

Receba atualizações em tempo real grátis

A violência contra Marina Izidoro de 63 anos, que foi arrastada por mais de 100 metros por um cliente que não quis pagar o balão que ela vendia, comoveu o Brasil e acabou com um final um pouco mais feliz para Marina.

Para que sabe o que houve, no sábado (15/06), um homem arrancou com sua Mercedes (avaliada em 200 mil) para não pagar por 3 balões que comprou.

Assim que colocou os balões no carroe não pagou os R$ 30 da compra, o motorista fechou o vidro deixando a Marina presa pelos barbantes.

O pior é que o motorista do carro de luxo fugiu da cena do crime. A vendedora foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF). Ela sofreu diversas escoriações pelo corpo.

Quando foi socorrida Marina disse que quase morreu,  “Não está doendo nada, só ardendo. Eles me arrastaram, e a minha minha cabeça ficou presa entre as rodas do carro. Pensei que fosse morrer”.

Marina trabalha há quatro anos vendendo balões na rua para complementar a renda e trabalha como diarista, passa roupas em casa de famílias.

Ajuda com vaquinha

Muitas pessoas ficaram revoltadas com o ocorrido e Marina ganhou apoio e até uma vaquinha virtual foi criada e em menos de três horas, as doações ultrapassavam a casa dos R$ 13 mil e já estão em R$ 49.000,00.

Além do dinheiro dona Marina esta recendo muito apoio nas redes sociais, Maicon Roberto, o único filho de Marina, conta estar feliz com toda demonstração de carinho que a mãe vem recebendo. “Que Deus abençoe todas as pessoas que estão nos ajudando”, diz.

Segundo o G1, o condutor do carro é o empresário William Wesley Lelis Vieira, e segundo depoimentos ele afirmou que “só tinha R$ 25, por isso fechou o vidro”, disse o delegado Paulo Henrique de Almeida.

O empresário explicou que foi ele quem sugeriu à amiga que puxasse os balões. A mulher, que não teve o nome divulgado, também afirmou que “era uma brincadeira”.

Segundo o delegado o motorista pode ser enquadrado nos seguintes crimes :

  • Lesão corporal de trânsito
  • Lesão corporal com a intenção de praticar um crime
  • Tentativa de homicídio

Mas o delegado informou que ainda é cedo para saber qual crime ele será enquadrado.

O bom é que a população brasileira mostrou mais sua solidariedade.

Fonte G1

Receba atualizações em tempo real grátis

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.