Vítima de “ revenge porn ” detona agressor no Facebook

28

Receba atualizações em tempo real grátis

Publicidade

Thamiris Natalie, de 21 anos, estudante de Letras da Universidade de São Paulo (USP), vítima de um novo caso de “ revenge porn ” – pornografia de vingança, decidiu responder ao agressor por meio de um desabafo no Facebook.

Seu post na rede social já tem mais de 2 mil compartilhamentos e parece ser uma tentativa da jovem de aliviar a dor causada por se ver exposta na rede mundial de computadores, sem defesa à altura. Na publicação ela conta que chegou a pensar em suicídio, mas optou por usar as redes sociais e se defender contra as agressões de Kristian Krastanov, 26, seu ex-namorado.

Seu ex namorado criou perfis falsos no Facebook e espalhou fotos de Thamiris em momentos de intimidade do casal, em sites de pornografia e grupos de orgias na própria rede social. Após procurar a polícia, a moça resolveu publicar seu longo desabafo na rede.

Thamiris conta que após uma ameaça de morte feita pelo ex-namorado, no final de setembro deste ano, ela resolveu ir até a delegacia da mulher prestar queixa. Segundo a estudante, Kristian descobriu suas senhas de algumas contas de e-mail, e começou a criar perfis em redes sociais, veiculados a esses endereços.

Na madrugada do dia 31 de outubro de 2013 ele espalhou uma foto minha nua junto deste meu perfil do Facebook”, contou a universitária. “Perguntei para várias daquelas pessoas em que grupos eu estava e coisas do tipo. Descobri pelo menos 4 ou 5 grupos de putaria do Facebook”, lamentou.

Publicidade

“Ainda que neste momento eu seja parte das estatísticas das vítimas de ex-namorados imaturos, eu nunca serei parte das que se suicidam por causa disso. O que você fez comigo eu não vou perdoar nunca”, concluiu Thamiris.

Nos comentários, os amigos se solidarizaram com o drama vivido pela jovem. “O bom é que você ainda tem a consciência de perceber que sua vida vale mais do que qualquer outra coisa. Mantenha-se firme!”, comentou um. “Apoio total a você, Thamiris! Queria estar aí para ajudar a garantir sua segurança!”, publicou outra.

Recentemente, outros dois casos semelhantes ao vivido por Thamiris chamaram a atenção. No início de outubro, a goiana Fran teve sua intimidade exposta na rede e precisou alterar rotina para continuar a viver. Na última semana, a piauiense Júlia Rebeca, de 17 anos, não aguentou a pressão, após ter tido fotos e vídeos íntimos divulgados pelo ex-namorado, e se matou.

Segundo o site CyberJustiça, 80% das vítimas desse tipo de agressão ( revenge porn ) são mulheres. No fim do ano passado, a adolescente Karina Veiga, 16, entrou para essa estatística, e seu caso ficou famoso na internet. Ela e seu namorado, também de 16 anos, se fotografaram em uma relação sexual. Com a justificativa de que a moça o teria traído, o namorado postou as fotos do ato no perfil dela no Facebook.

Veja o post da Meu desabafo como vítima de “revenge porn” (pornografia de vingança) da Thamiris aqui

Receba atualizações em tempo real grátis

28 Comentários
  1. zecando Diz

    Eu vejo isso como um fato gravíssimo. Alguns psicopatas ao invés de literalmente assassinar a sua ex-namorada ou companheira fisicamente, como muitos machistas sem caráter ainda fazem por se achar proprietário da mulher com que se relacionam e sofrerem as punições previstas no código penal para assassinato, descobriram outro tipo de arma mais cruel, que é a de divulgar fotos íntimas da ex provocando situações vexatórias de tal monta que provoquem o suicídio dela. Essa malandragem perversa faz com que ele saia praticamente impune de um assassinato provocando suicídio induzido pela condenação social. O congresso deveria aumentar o tempo das punições desse tipo de divulgação urgentemente e mais uma reparação pesada em dinheiro nesses casos, o suficiente para que a mulher, caso queira, faça uma operação plástica para mudar a sua identidade e ir morar em outro lugar.

  2. erik Diz

    mas mulher é bicho burro mesmo ein…como deixa um cara tirar fotos na intimidade?…tem que ser muito babaca mesmo!!

    1. guilherme Diz

      Acho que o motivo que leva uma garota se deixar fotograr ou filma-la nua, deve ser o mesmo que leva uma pessoa a fumar, mesmo sabendo que pode fuder a vida , ela ainda vai querer experimentar achando que esta tudo sob controle!
      Enfim agora chupa que é de uva…

    2. Ana Diz

      Cala essa sua boca, seu ignorante!!

    3. Suelen Diz

      Chamar ela de burra é facil, mas chamar o cara de babaca sem carater é mt dificil ne. E ele também é “burro”, pois aposto que ele ta nos videos e fotos, mas quem sempre leva a culpa e a fama de piranha é a mulher

      1. You Diz

        q o cara é babaca não é nenhum segredo

    4. Beatriz Diz

      A mulher faz o que ela quiser! A vida é dela!!! Agora, o cara que foi um imbecil sem caráter por trair a confiança dela e divulgar coisas que eram íntimas, do casal. BABACA mesmo é o machista ignorante, e tem vários se revelando aqui nos comentários.

      É fácil culpar a mulher, mas por qual motivo exatamente? Ela foi “burra” por que??? Reflitam antes de saírem vomitando frases clichês e sem sentido algum. Burros são vocês!

  3. Kim Diz

    Ela foi mesmo burra ao se deixar fotografar, mas foi inteligente na resposta: abriu o jogo e espalhou pra todos q Kristian Krastano não eh confiável. Quase impossível esse cara arranjar outra namorada tão cedo. Vai gastar uma grana em puteiro se quiser se divertir. Bem feito, idiota!

    1. Rodrigo Diz

      Sonha… A tv faz isso todos os dias com os políticos e continua a mesma coisa. As pessoas não tem boa memória, infelizmente.

    2. Renato Mendes Diz

      Quer apostar seu salário nisso?
      Nunca duvide da burrice de uma mulher. Se duvidar ele ainda pega a mesma e faz de novo.

      1. Carolina Diz

        Nunca duvide também da burrice de um homem, que se acha mega esperto em avacalhar todo mundo para se sentir melhor com ele mesmo.

    3. Beatriz Diz

      Ela não foi burra! Burro é esse machismo, é achar que a mulher não pode fazer o que bem entende com sua vida! Quem deve levar toda a culpa aqui é o cara, ele é o único culpado nessa história. Ele e a família, conivente com seu crime, claro. Ele foi quem traiu a confiança dela ao expor seus momentos de intimidade.

  4. Franco Diz

    “burro é quem aprende às custas dos próprios erros” – essa frase, que significa que, em um mundo globalizado e com acesso à informação praticamente em tempo real, os equívocos de outras pessoas servem como exemplo, ilustra uma coisa que é difícil de entender: como as mulheres ainda se permitem expor assim, ainda mais com um tipo cujo namoro era “permeado por brigas e términos semanais…” como a ingênua deixa claro em seu texto. Mulheres, façam um favor a si mesmas e n-ã-o g-r-a-v-e-m v-í-d-e-o-s o-u t-i-r-e-m f-o-t-os -i-n-t-i-m-a-s p-a-r-a n-i-n-g-u-é-m. Isso é o cumulo da burrice. Não estou absolvendo o canalha, mas foi ela quem deu a arma na mão dele. Repito: o cara é canalha. Ela é só burra.

    1. Suelen Diz

      Não temos que ensinar as mulheres a não tirarem essas fotos, temos que ensinar aos homens a terem carater e não sair explanando a mulher quando ela os rejeita

      1. Robson Diz

        Pelo seu raciocínio não teriamos que dormir com a porta de casa fechada, nem o portão, alias nem teriamos portão, o certo seria ensinar o ladrões a não roubar né. Meu anjo que mundo você vive? Alice no país das maravilhas? Faz assim tirar fotos e videos nuas e dê ao seu namorado, mas depois não reclame….

  5. Tevo Diz

    Todo mundo transa, todo mundo tem fantasias…e alguns imbecis se aproveitam disso.
    Na boa, tenho fotos da minha noiva .. se por algum motivo nosso relacionamento terminar, essas fotos serão com certeza destruidas.
    Essa é a diferença entre um homem e um muleque. Muleques não admitem que falharam. Relacionamento não deu certo? Bola pra frente, não existe justificativa pra “entregar” coisas relacionadas ao seu ex-parceiro pra todo mundo. Isso só prova a incompetencia de pessoas que não sabem lidar com adversidades da vida (criancinhas mimadas).

    1. claudia Diz

      esta é a diferença de homens e moleques imaturos e mimados!! Gostei do seu comentário.

    2. Ana Diz

      Pelo seu comentário nota-se a diferença entre um homem com caráter e moleques infantis que só sabem subjugar a mulher, e chamá-las de burras ou algo do tipo por algo que foi feito em um momento íntimo e quem em tese deveria permanecer só entre o casal.

      Infelizmente seu comentário e homens como você são minoria, mas meus parabéns.

    3. Débora Diz

      Fico feliz em saber que em meio a um bando de moleques imaturos e ogros machistas, ainda existem homens de verdade como você.

  6. Leticia Diz

    Bando de hipócritas, idiotas, retardados mentais que comentaram que ela foi burra, ela não foi porra nenhuma, vcs que são, ela não tem culpa nenhuma seus machistas de merda, ela apenas confiou e o cara traiu ela. Infelizes de merda, espero q tudo q falam mau dessa moça volte para vcs!

    1. claudia Diz

      concordo

    2. Ana Diz

      Curti!

    3. Débora Diz

      A prova de que até hoje vivemos em uma sociedade extremamente machista e patriarcal, se mostra quando esse tipo de caso acontece, e a mulher é posta como A ÚNICA CULPADA.

    4. joao Diz

      KKKKKKKKKKKKKKKK chora nao safadinha ,só voce parar de fazer videos e fotos que nao corre o risco de acabar na net, se é que ja nao esta.

  7. ShadowInjustice Diz

    Pessoa burra tem que se fuder mesmo. Quem mandou deixar tirar fotos/fazer vídeos durante a relação sexual? é pedir pra se fuder.

  8. maico Diz

    Aposto que ela nao era santinha nao.
    Agora se faz de vitima
    O cara esta certo, ela que se coloque no seu lugar.
    hatters gonna hate

    1. Susan Diz

      “Hatters gonna hate”, puta merda.
      Agora vou fazer um comentário com o mesmo nível intelectual do seu, preste atenção: “Hatters gonna hate” apenas evidencia sua homossexualidade, imbecil.

  9. Anonimo Diz

    Sou homem e vou mencionar algo que ocorreu comigo há algum tempo. A história que vou contar parece ser diferente dessa que aconteceu, mas tem está dentro do contexto de ”revenge porn” e relacionamentos em geral.

    Fui estudante dessa mesma universidade. Conheci uma garota numa festa, ela nao era estudante da faculdade. Então, depois de um tempo começamos a namorar. Certa vez, descobri que ela havia me traído… então conversamo e resolvemos, aparentemente, a situação como adultos.

    Nosso relacionamento era difícil, tínhamos muitas brigas, porque ela parecia querer ter um relacionamento aberto e não abria o jogo comigo. Resultado, eu confiava na palavra dela e mantinha a minha fidelidade. Sexualmente, nós dávamos muito bem… e tínhamos algumas fotos, mais lights e um vídeo um pouco mais explícito que gravamos. Esses vídeos foram filmados de comum acordo, até por sugestão dela, se não me engano.

    Em um dado momento descobri que ela havia me traído com um amigo meu. Sofri bastante com o acontecimento e a perdoei mais uma vez. Sempre fui uma pessoa de resolver tudo no diálogo e ela fazendo joguinhos psicológicos comigo, as vezes por telefone, as vezes pessoalmente, pois sabia que eu havia sofrido muito com algumas traições dela. Eu gostava muito dela, mas não queria trai-la. Acreditava que a gente conseguiria estabelecer um relacionamento saudável. Mesmo sabendo que ela havia me traído como eu já sabia, eu brigava com ela, falava dos meus sentimentos… mas nunca fui de condenar, chamar de vagabunda essas coisas etc… porque achava que seria injusto da minha parte, afinal de contas, ter desejos sexuais não é um problema…. mas o problema está em magoar quem a gente ama.

    Mas veja só… Ela já havia me traído com um amigo dela, do bairro dela. Depois, me traiu com um amigo meu. Logo, comprometeu de certa forma a minha reputação e causou problemas nas minhas amizades. Embora eu saiba que se fosse amigo de verdade nao teria feito, ainda assim, ela causou problema no meu ciclo social. Beleza, deixei passar… tive que descobrir isso tudo sozinho.

    Uma vez, ela tirou algumas fotos minhas dormindo sozinho, enquanto eu estava nu. Já consciente da profunda malícia que aquela criatura tinha eu apaguei as fotos. Sei bem o que ela queria fazer… como ela havia me traído algumas vezes e ela sabia que eu havia traído ela… ela queria tirar fotos minhas para me chantagear ou talvez, ter alguma forma de me prejudicar caso eu viesse a publicar na internet as nossas fotos e vídeos. Se dependesse da minha personalidade somente, sempre ficou claro para ela que eu jamais faria isso. No entanto, porque ela nao confiava em mim / Eu nao entendia porque ela nao confiava em mim, mesmo eu tenho desculpado ela… e estar tentando levar o relacionamento adiante.

    Uma vez, saímos a noite com uns amigos… ela estava bêbada e eu um pouco também. Quando fomos embora, ela começou a discutir comigo por causa de nada… então, me deu dois tapas no rosto. Ela me deu dois tapas fortes… e eu decidi não revidar porque a vontade que eu estava com vontade de arrebentar a cara dela de verdade, pois eu nao conseguia saber o motivo daquilo. Terminamos o namoro, ficamos mais ou menos um mês separados, depois acabamos voltando… ela se desculpou.

    Foi então, que numa noite, saímos e fomos para uma festa de uma galera da faculdade. Dormimos numa república, na qual, eu só conhecia um morador. Havia um outro morador e mais um colega da minha classe, que havia bebido demais e estava passando mal. Eu o ajudei durante a festa, enquanto estava passando mal. Então… todos foram dormir. Eu e ela dormimos na sala. Eu estava muito bebado e me lembro de ouvir durante da manhã algumas batidas na porta do banheiro. Me lembro vagamente de ter acordado sozinho na sala, e imaginei que o colega da classe que dormia no sofá havia ido embora, porque nao estava lá… e que a minha namorada estava no banheiro. Estava numa ressaca dos infernos.

    Então, acordei um pouco depois, quando vi esse meu colega de classe no sofá e minha e ela voltando do banheiro. Não achei nada de estranho na hora… tava numa ressaca forte e só pensava em almoçar e ir pra casa.

    Me despedi das pessoas, tratei todos super bem e fui embora bem humorado, pois ela pedia tanto para que eu saísse com ela e com meus amigos e eu havia achado que tinha tido uma noite agradável e divertida. Pura inocência, não é mesmo. É a idiotice do amor.

    Então, quando estávamos no restaurante, a doida começou a chorar. De repente, começou a chorar e deu a desculpa dizendo que era a menstruação dela que estava para descer e que estava se sentindo muito mal. Primeiro ela foi no banheiro do restaurante e voltou com cara de choro, depois disse isso e começou a chorar na mesa. Chorou bastante, perdeu o apetite e então nós fomos embora. Eu a confortei. Só que até aí eu nao tinha ligado os fatos.

    Na segunda-feira fui para a faculdade e percebi algumas pessoas de um jeito diferente comigo. Na terça-feira no trabalho… começou a me cair a ficha. Comecei a ligar os fatos que mencionei acima, dessa noite em específico. Então, na terça-feira a noite comecei a sondar as pessoas da faculdade e então eu descobri: Ela havia me traído com dois caras no banheiro enquanto eu estava dormindo.

    Foi então, que comecei a chegar a conclusão de que eu namorava uma pessoa problemática. Comecei a estudar um pouco de psicologia por conta própria, mas como nao sou especialista nao pude ter certeza disso.

    Me lembro que enquanto comentava isso com uma garota que nos conhecia em comum, ela deu risada do que havia acontecido. Fiquei sem entender essa merda toda.

    Conclusão, comecei a achar que tem muita gente doente na sociedade. E isso chega a ser assustador algumas vezes. Se eu tivesse utilizado minha inteligência contra ela eu poderia te-la prejudicado muito, mas em nenhum dos momentos eu fiz isso, porque eu realmente a amava. Mas acho que o amor dela por mim não foi verdadeiro. Acabei entrando em depressão, larguei a faculdade, larguei o estágio, me isolei de todas as pessoas que eu conhecia. No geral, muita coisa perdeu o sentido pra mim e passei a rever os meus conceitos sobre a sociedade de forma geral. No entanto, não mudei meu conceito sobre o que é amor, com os pés no chão é claro.

    Quanto aos vídeos e fotos dela, não vou negar que me passou pela cabeça coloca-los na rede. Mas percebi que se eu fizesse isso eu estaria me rebaixando muito e estaria me tornando igual ou pior a ela. Isso se chama perversão: prazer em fazer as pessoas sofrerem.

    Me parece que é isso que esse garoto está fazendo com essa garota da notícia. Se ela traiu ou não traiu ele, isso não importa, o que importa é saber se um dia ele amou ela de verdade, pois se ele a amou, não deveria fazer isso, deveria somente sumir da vida dela e levantar o queixo mantendo a consciência limpa. Agora, toda a amargura da relação, todo mal estar, elá dentro dele. Ele está permitindo que o amor transforme-se em ódio, só que o local onde isso acontece, é dentro dele… e as doenças do espírito são muito mais graves e profundas que as doenças do corpo.

    A vida é uma escola.
    Paz.

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.