Celulares não habilitados pelas operadoras serão bloqueados, veja se você corre perigo

Os celulares que não tem aprovação da Anatel serão bloqueados no Brasil. O bloqueio começa  em Goiás e no Distrito Federal, e os aparelhos irão parar de funcionar até o dia 9 de maio de 2018.

Até março de 2019 todos os estados bloquearão celulares irregulares, que são celulares importados de baixa qualidade ou aparelhos que foram adulterados.

Os usuários que possuem aparelhos móveis irregulares habilitados não serão desconectados, mas caso alterem o seu número, o bloqueio será feito.

Já quem tentar habilitar um celular irregular  será notificado por mensagens SMS e, após 75 dias, o aparelho não irá mais funcionar nas operadoras do Brasil.

Celulares importados que estão de acordo com os padrões das operados brasileiras funcionarão normalmente.

Como saber se o celular esta regular

Para você descobrir se seu aparelho esta regular, basta pegar o numero IMEI do aparelho, que é a identificação do aprelho, todo celular tem um IMEI unico, como o CPF para as pessoas.

O número do IMEI do celular pode ser encontrado na caixa do celular, no adesivo que fica por trás da bateria ou ao digitar *#06# no celular. A Anatel orienta os consumidores a verificar, antes de comprar um celular, se esses números são os mesmos.

Depois de pegar o numero IMEI do seu celular, acesse o site de consulta da ANATEL, clique aqui.

Segundo a Anatel, aparelhos celulares não certificados geralmente utilizam componentes de baixa qualidade que podem pôr em risco a saúde do usuário, submetendo-o a campos elétricos, magnéticos ou eletromagnéticos que não respeitam os limites à exposição determinados pela regulamentação da Anatel. Esses aparelhos podem também ser construídos com materiais perigosos à saúde e ao meio ambiente.

Leia também :

Como bloquear ligações indesejadas no celular
Veja porque a bateria do seu celular descarrega rápido.

Datas dos bloqueios

O projeto será implementado por fases:

1ª fase: ocorrerá no estado de Goiás e no Distrito Federal, a partir de 22 de fevereiro de 2018.
2ª fase: ocorrerá nos demais estados da Região Centro-Oeste, nos estados da Região Sul e nos estados do Acre, Rondônia, São Paulo, Tocantins, a partir de 23 de setembro de 2018.
3ª fase: ocorrerá nos estados da Região Nordeste e nos demais estados da Região Norte e Sudeste, a partir de 7 de janeiro de 2019.

Receba atualizações em tempo real grátis

Comentários