Saiba o que é e como corrigir o Erro 500

O Erro 500 é um velho conhecido de quem trabalha com o WordPress ou outras plataformas de sites e blogs. Quando ele aparece, é sinal de que há algo de errado com os plugins e outros recursos do seu site.

Erro 500 – Internal Server Error é uma dificuldade de processamento do servidor, a partir de uma incompatibilidade ou configuração incorreta em alguma aplicação do site.

Mas por que esse erro acontece? Será que é fácil corrigir esse problema? Para responder tais perguntas, é necessário conhecer primeiro o que é esse tal de Erro 500, que pode ser chamado também de Erro Interno de Servidor.

O Erro 500 é basicamente um erro de status HTTP. De uma maneira geral as causas para esse erro aparecer são bem variadas, o que dificulta em muitos casos saber como exatamente ele surgiu.

Sendo assim, os motivos que fazem você ver essa mensagem de erro ao tentar acessar ou editar o seu WordPress podem ser:

  • A forma inadequada usada para definir padrões dos arquivos .htaccess.
  • Uma quantidade de acessos simultâneos no site.
  • Problemas no limite de memória PHP.
  • Plugins corrompidos.

Felizmente a maior parte dos problemas que afetam o WordPress, até mesmo o Erro 500, possui solução.

Ao saber a causa que provocou o Erro 500, é possível partir para os procedimentos adequados e capazes de corrigir o problema. Sendo assim, as alternativas viáveis para a correção são:

Veja se há arquivos corrompidos

Um das razões para que Erro 500 afete o seu WordPress é a atuação de arquivos que estão corrompidos, principalmente os arquivos do tipo .htaccess. Nesse caso, verificar se há algum problema no .htaccess é uma das prioridades quando esse problema aparece.

Para corrigir algum problema nesses arquivos, é preciso renomeá-los. Sendo assim, o arquivo .htaccess será chamado de .htaccess_old. Ao renomear o arquivo a correção do Erro 500 poderá ser feita quando você logar em seu servidor fazendo uso do FTP.

Nesse caso, no momento em que você estiver logado, o arquivo .htaccess vai ser encontrado no local onde estão as pastas /wp-content, /wp-includes e /wpadmin.

Depois de renomear o arquivo .htaccess, é necessário carregar o site e averiguar se o problema foi devidamente solucionado. Além disso, é importante lembrar que após renomear, é preciso salvar as configurações.

O ato de renomear o arquivo .htaccess vai mostrar para você o surgimento de um novo arquivo, mas ele possuirá regras diferenciadas que estão adequadas para não gerar nenhum problema no seu WordPress.

Verificar o seu limite de memória PHP

Em determinadas situações, o aparecimento do Erro 500 é ocasionado pela utilização acima do limite da sua memória PHP. Com o objetivo de sanar esse problema, você deverá criar um arquivo de texto em branco. Esse arquivo deve ter o nome de php.ini.

Após isso é preciso colar o seguinte código: memory = 64MB. Em seguida, o procedimento correto é salvar o arquivo e efetuar o upload dele em /wp-admin utilizando o FTP.

Se o aumento do seu limite de memória não trazer nenhuma solução para o Erro 500, vale então desativar os plugins.

Desativar os plugins

Plugins são pequenos programas que possuem o intuito de acrescentar funcionalidades para outros programas. Graças a eles, o WordPress pode contar com recursos a mais, agregando mais qualidade para os projetos web.

Porém, ao realizar a instalação de um plugin novo, ele pode entrar em conflito com os já existentes e isso pode ser um dos motivos para proporcionar o aparecimento do Erro 500.

Além disso, alguns plugins podem não demonstrar nenhum erro no momento em que são instalados. Mas quando o seu site passa a receber um elevado número de acessos, o Erro 500 pode surgir.

Por isso, para verificar se esse o problema está nos plugins, é preciso desativar todos os plugins. Depois ative um por um mais uma vez. Com isso é possível detectar o plugin específico que estava gerando todo o empecilho.

Enviar novamente os arquivos do Core

Essa opção corresponde reenviar as pastas wp-admin e wp-includes para outra instalação do seu WordPress. Ao fazer isso você não irá retirar nenhuma informação e poderá corrigir o Erro 500.

Entrar em contato com o seu servidor de hospedagem

Se todas as alternativas acima mencionadas não surtirem nenhuma melhoria para o seu site e o Erro 500 persistir, vale então buscar auxílio técnico com a sua empresa de hospedagem de sites.

O benefício desse procedimento está no fato de que a equipe responsável pela sua hospedagem irá averiguar o log do servidor, obtendo assim o conhecimento correto a respeito da origem do problema.

Conclusão

O Erro 500 pode ser perfeitamente corrigido. Para isso, basta adotar corretamente alguns desses procedimentos citados. Com isso, o seu WordPress ficará livre desse tipo de problema.

E não se esqueça de compartilhar esse texto nas redes sociais especialmente para aquele seu amigo que está enfrentando esse tipo de problema no seu site ou blog.  

Receba atualizações em tempo real grátis

Comentários