Conheça os 3 cargos de TI que devem sobreviver no futuro

1

Receba atualizações em tempo real grátis

Publicidade

[adrotate group=”10″]A área de TI é um dos setores mais dinâmicos da economia. A velocidade de lançamento de produtos e serviços, assim como a necessidade de inovação constante, fazem com que os profissionais desse segmento estejam o tempo todo em busca de conhecimento. Mais do que isso, a disseminação dos recursos tecnológicos pressiona uma mudança no perfil de quem trabalha com TI.

Com base nessa constatação, o ex-gestor de TI e hoje jornalista Jason Hiner, escreveu um artigo no site TechRepublic, no qual prevê quais os três perfis de profissionais que serão demandados pelas empresas no futuro. Acompanhe as conclusões do especialista:

1. Consultor

“Vamos encarar a verdade: todas as grandes empresas prefeririam não ter profissionais de TI ou, pelo menos, contar com o mínimo possível de pessoas na equipe”, cita Hiner. Ainda segundo ele, não se trata de algo pessoal contra quem atua no setor, mas isso acontece pelo fato de que os especialistas em tecnologia custam caro e, muitas vezes, costumam ser uma barreira aos projetos corporativos.

Como reflexo, o jornalista acredita que a maioria das funções de administração e suporte de TI serão terceirizadas para consultorias, que podem ser desde grandes multinacionais especializadas em serviços até consultores independentes, focados, principalmente, no mercado de pequenas e médias empresas.

Com essa terceirização dos departamentos de TI, Hiner acredita que muitos profissionais que hoje trabalham dentro das empresas terão de buscar uma recolocação no mercado de trabalho, para atuarem em grandes fornecedores ou em como consultores, prestando serviços.

Publicidade

2. Gestor de projetos

Em alguns anos, o especialista prevê que a maioria dos profissionais de TI que continuarem a trabalhar para empresas tradicionais vão ter de assumir a função de gestores de projeto. “Eles não serão parte de um departamento de tecnologia centralizado, mas estarão espalhados em várias unidades e áreas”, aponta, informando que a principal atribuição deles será garantir que os gestores que cuidam de negócios tomem as decisões corretas, na hora em que elas envolverem soluções tecnológicas.

Outra função desses gestores de projeto será dizer aos diversos públicos da companhia quais as soluções e serviços de TI que são mais adequados a cada necessidade. Além disso, precisarão, de forma pró-ativa, sugerir a adoção de novas tecnologias que possam trazer resultados para o negócio.

“Esses gerentes de projeto irão servir também como um ponto de contato com fornecedores de tecnologia e consultorias”, pontua, acrescentando: “Já podemos ver um monte de gerentes de TI mudando nessa direção.”

3. Desenvolvedor

Hiner destaca que as áreas de programação e de desenvolvimento já têm atraído um número crescente de profissionais. E, segundo ele, esse movimento deve-se a uma mudança na própria TI, que deixou de apenas gerenciar hardware e software, para oferecer aos usuários aplicativos baseados na web e que ajudam as diversas áreas da empresa a realizarem melhor seu trabalho.

Dentro desse cenário, o especialista acredita na explosão da demanda por aplicativos móveis. “Essa já é uma tendência nos dias de hoje e só vai acelerar ainda mais na próxima década”, acrescenta.

Receba atualizações em tempo real grátis

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.