A

Saiba como proteger seu pet da doença do carrapato

Receba atualizações em tempo real grátis

A hemoparasitose, mais conhecida como doença do carrapato, é uma das doenças mais temidas pelos donos de cães. Além de não haver vacina para prevenir, ela é bastante grave e pode ser fatal.

A doença é transmitida pelo carrapato marrom (rhipicephalus sanguineous) e se apresenta sob duas formas, babesiose e erliquiose, que se diferenciam pelo agente causador. Provocada por bactérias, a erliquiose age sobre os glóbulos brancos, enquanto a babesiose é causada por protozoários e atinge os glóbulos vermelhos. Ambas provocam apatia, fraqueza, falta de apetite e febre. Fique sempre atento a alterações de comportamento do seu animal e, ao sinal de qualquer sintoma, leve-o imediatamente ao veterinário.

A doença do carrapato é identificada através de exame de sangue e o tratamento é feito a base de antibióticos, soros e em casos extremos, transfusões de sangue. Quanto mais cedo o tratamento for iniciado, mais chances de cura e menos chances de o seu amigo ficar com sequelas.

Como não há vacinas para hemoparasitoses, o jeito é manter seu cão livre dos parasitas. Em pet shops e lojas de animais é possível encontrar uma série de produtos anti pulgas e carrapatos, como coleiras, medicamentos em pipetas, comprimidos e sprays. Converse com um veterinário para descobrir qual o tipo mais indicado para proteger seu cão.

Pulgas também oferecem riscos à saúde do seu animal

As pulgas também são igualmente nocivas à saúde do seu pet. Tanto em cães quanto em gatos, podem causar anemias, alergias e transmitir parasitas. Elas se proliferam muito rápido, especialmente nos períodos de calor. As fêmeas põe até 50 ovos num só dia. Ao contrário do que se pensa, os ovos não permanecem nos pêlos dos cães, mas instalam-se em frestas de assoalhos, tapetes e sofás. Por isso a limpeza dos ambientes é tão importante.

Saiba como evitar infestações de pulgas e carrapatos

Se você mora em uma casa, mantenha plantas e gramados sempre aparados.

Lave periodicamente mantas, cobertores e a cama do seu amigão. Canis e casinhas devem ser lavados com álcool ou desinfetante.

Aspire cuidadosamente o piso, especialmente se houver frestas. Uma boa dica é utilizar talco antipulgas no interior do saco do aspirador.

Examine sempre seu cão para identificar possíveis picadas, casquinhas, feridas ou vermelhidões. Os locais preferidos pelos carrapatos são nuca, pescoço, orelhas e entre os dedos.

Caso identifique aberturas em abrigos e canis, feche-as. Higienize tapetes e carpetes.

Curta nosso site :

Receba atualizações em tempo real grátis

Deixe um cometário :)

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.